Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Matosinhos pede aos encarregados de educação cuidados à porta das escolas

A Câmara Municipal de Matosinhos vai colocar no exterior das 52 escolas do concelho "mensagens pedagógicas" a apelar os encarregados de educação para o cumprimento das regras de prevenção da pandemia da covid-19, evitando "aglomerações" às portas dos estabelecimentos.

Matosinhos pede aos encarregados de educação cuidados à porta das escolas
Notícias ao Minuto

21:53 - 22/09/20 por Lusa

País Covid-19

"Os pais exigem muito dentro dos muros, dos professores, dos auxiliares e da câmara, mas no exterior acham que não se vai passar nada", disse a presidente da autarquia.

Luísa Salgueiro avançou com esta informação na reunião pública do executivo municipal, depois do vereador Sérgio Meira, do movimento independente SIM, liderado por António Parada, referir que o distanciamento social às portas das escolas "não existe", nomeadamente no período das 08:30 e das 17:00.

Concordando com este, a autarca assumiu que o município tem tido "muita dificuldade" com a gestão dos espaços exteriores às escolas, sublinhando que os agentes policiais não podem estar à porta dos 52 estabelecimentos de ensino.

As mensagens vão ser "preventivas e não repressivas" e apelar ao envolvimento de toda a comunidade na prevenção da pandemia, frisou.

"O que pretendemos é sensibilizar os pais para o facto de não poderem continuar com comportamentos que não cumprem as regras de segurança e não condizem com o que se passa no interior das escolas", vincou.

Falando em "algum facilitismo", Luísa Salgueiro lembrou que o município esteve meses focado no início do ano letivo e, no primeiro dia de aulas, os encarregados de educação amontoaram-se à porta das escolas sem proteção.

Na opinião da autarca, é à porta das escolas que se pode colocar tudo em risco.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 965.760 mortos e mais de 31,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.925 pessoas dos 69.663 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório