Meteorologia

  • 29 OUTUBRO 2020
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Pedrógão Grande. Julgamento sobre reconstrução de casas adiado

O julgalmento foi adiado para meados de outubro.

Pedrógão Grande. Julgamento sobre reconstrução de casas adiado

O julgamento do caso de irregularidades na reconstrução de casas, que arderam no grande incêndio de 2017, foi adiado para meados de outubro, adiantou esta manhã a RTP. O julgamento estava marcado para às 9h30 desta segunda-feira

No processo estão acusadas 28 pessoas, entre elas o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves. Em causa estão crimes, como burla qualificada e falsificação de documentos, na utilização de apoios públicos para recuperar estas habitações.

Tendo em conta o elevado número de arguidos, devido à pandemia, o julgamento iria decorrer no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Politécnico de Leiria.

Em março deste ano, Valdemar Alves pediu juntamente com mais dois arguidos, o ex-vereador Bruno Gomes e o construtor civil João Paiva, a abertura da instrução. 

O incêndio, que deflagrou em 17 de junho de 2017, em Escalos Fundeiros, no concelho de Pedrógão Grande, e que alastrou depois para concelhos vizinhos, fez 66 mortos e 253 feridos. Na sequência dos fogos, foram ainda destruídas mais de 500 casas e cerca de 50 empresas.

O Ministério Público de Coimbra deduziu acusação no âmbito do inquérito que investiga alegadas irregularidades no processo de reconstrução das casas que arderam no trágico incêndio.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório