Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2020
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 23º

Edição

Sindicato preocupado com falta de funcionários em escolas de Oeiras

O Sindicato dos Trabalhadores do Município de Oeiras está preocupado com a abertura do ano letivo em algumas escolas do Agrupamento de Linda-a-Velha e Queijas devido à falta funcionários.

Sindicato preocupado com falta de funcionários em escolas de Oeiras

Em comunicado o Sindicato dos Trabalhadores do Município de Oeiras e de Entidades Públicas e Sociais da Área Metropolitana de Lisboa (STMO) adianta ter já manifestado a sua preocupação à direção do Agrupamento, ao presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, aos vereadores da Educação e dos Recursos Humanos e às associações de pais.

Segundo o STMO, algumas escolas do Agrupamento de Linda-a-Velha e Queijas, concelho de Oeiras, distrito de Lisboa, vão sofrer "perturbações" devido à falta de pessoal não docente.

De acordo com o sindicato, a Escola Básica Jorge Mineiro, em Queluz de Baixo, irá abrir com dois funcionários, um deslocalizado da Escola Básica Narcisa Pereira, Queijas, e outro recentemente contratado, para um universo de alunos superior a 200.

"A Escola Básica Santo António de Tercena, em Tercena, terá apenas uma funcionária, deslocalizada da Escola Básica Professor Noronha Feio, Queijas, para um universo de cerca de 150 alunos", destacou.

O sindicato alertou também que a "estas dificuldades acresce o facto de nenhum dos três funcionários conhecer as instalações".

No entendimento do STMO, deslocalizar funcionários de umas escolas para outras não é, por vários fatores, a melhor solução.

"Na Escola Secundária Professor José Augusto Lucas, em Linda-a-Velha e sede do Agrupamento, o panorama não é melhor, com cerca de seis funcionários para um universo de várias centenas de alunos", é referido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório