Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

"Não temos conseguido garantir a vida de todos operacionais este verão"

Morreu ontem o sexto bombeiro este ano. Operacional combatia chamas no incêndio em Oliveira de Frades, que continua a preocupar. O estado de alerta de risco de incêndio em 14 distritos foi prolongado até sexta-feira.

"Não temos conseguido garantir a vida de todos operacionais este verão"

Após a reunião do Centro de Coordenação Operacional Nacional, na Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) - da qual resultou a decisão de prolongar o estado de alerta devido ao risco de incêndios florestais em 14 distritos a norte do rio Tejo, incluindo Portalegre, até sexta-feira, por causa das "condições atmosféricas difíceis -, o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, lamentou a morte de mais um bombeiro este ano. 

"Temos priorizado a salvaguarda da vida humana, mas não temos conseguido garantir a vida de todos os operacionais neste verão, que tem sido difícil. Registámos ontem mais uma morte", refletiu esta terça-feira o governante, em conferência de imprensa, na sede da Proteção Civil, em Carnaxide.

Nesse sentido, Eduardo Cabrita apelou novamente para que a população evite comportamentos de risco, pois "está em causa a vida humana".

"Os comportamentos dos cidadãos são ainda mais importantes do que aquilo que não podemos controlar: as condições naturais", argumentou. 

Sobre a reunião, o ministro adiantou que, segundo uma avaliação realizada pelas várias forças, cerca de "um terço dos incêndios, este ano, devem-se a ação humana negligente", sendo que "23% dos incêndios tem causa intencional determinada". Só este ano, revelou o governante, a GNR já deteve 42 pessoas por fogo posto e a PJ mais 59. 

Quanto ao incêndio que decorre em Oliveira de Frades, Eduardo Cabrita detalhou que se encontram a combater as chamas cerca de 800 operacionais e que, neste momento, o fogo está "concentrado na sua fase mais grave no concelho de Sever do Vouga". "Temos preparada uma resposta em que antecipamos algum optimismo para as próximas horas num contexto bastante difícil", apontou ainda. 

Recorde-se que um bombeiro, da corporação de Oliveira de Frades, morreu, ontem, enquanto combatia um incêndio naquele concelho do distrito de Viseu. O bombeiro estava desaparecido desde o início da tarde, tendo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro confirmado a sua morte por volta das das 16h00. Ainda durante o dia de ontem, fonte oficial do Ministério da Administração Interna  disse à agência Lusa que Eduardo Cabrita tinha pedido que um inquérito à Proteção Civil.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório