Meteorologia

  • 24 NOVEMBRO 2020
Tempo
17º
MIN 9º MÁX 18º

Edição

Revisor da CP alvo de processo disciplinar após acusações de assédio

Empresa confirmou "a existência de uma conduta inadequada" por parte do operador que comentou decote de jovem.

Revisor da CP alvo de processo disciplinar após acusações de assédio

O revisor da CP acusado por uma jovem de assédio vai ser alvo de um processo disciplinar por parte da empresa.

Num comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, a CP garante que "procedeu a imediatas e preliminares diligências de averiguação interna, no sentido de apurar os factos denunciados pela cliente" e confirmou "a existência de uma conduta inadequada" por parte do operador de Revisão e Venda a Empresa", determinando, desta forma, "a instauração de processo disciplinar ao referido trabalhador".

"A CP – Comboios de Portugal repudia e não se revê neste tipo de comportamento e apresenta as suas desculpas", lê-se ainda na nota enviada pela empresa.

Recorde-se que, Sara Sequeira, de 28 anos, garante ter sido vítima de assédio por um revisor, quando fazia uma viagem de comboio do Carrascal para Tomar. De acordo com a jovem, o funcionário da CP olhou para o seu decote e disse: "Ainda bem que não está frio ou as mamocas constipavam-se".

Ver esta publicação no Instagram

Não, isto não é normal. Não, isto não é mimimi de mulheres. Isto é grave. Isto é atentado à minha liberdade. Isto é assédio..isto é um comportamento nojento. Isto aconteceu hoje, na viagem que fazia do carrascal para Tomar. ia vestida com um vestido verde. Quando fui abordada pelo revisor que no final de me cobrar o bilhete (que demorou bastante porque estava mais interessado em olhar para o meu peito do que para a máquina) disse o seguinte: - "Ainda bem que não está frio ou as mamocas constipavam-se." Isto dito por um homem na sua hora e local de trabalho! Isto não é um comportamento normal em nenhum lado muito menos num sitio onde sou cliente. Apresentei queixa à @cp_comboiosdeportugal e de seguida disse ao revisor que o seu comportamento foi nojento. No mínimo deveria pedir desculpa. Mas não!!! ainda diz que eu é que ando aí a provocar os homens? Fui apresentar queixa às autoridades competentes porque este tipo de atitudes devem ter consequências para quem as pratica. Não se calem. Não deixem estas coisas passar em branco. Somos livres de andar de vestido fora e dentro de um comboio!!!! Estamos no século XXI! Chegaaaaaaaa de nos massacrarem com este tipo de comentários, de provocações, de toques, de assédio!

Uma publicação partilhada por sara sequeira (@sara_cm_sequeira) a 4 de Set, 2020 às 2:29 PDT

Perante isto, a jovem apresentou queixa nas entidades competentes e partilhou, nas redes sociais, um vídeo onde confronta o revisor sobre o comentário machista. Em nenhum momento o homem nega ter feito o mesmo. Aliás, continua a fazer comentários machistas, chegando mesmo a sugerir que Sara vestiu-se de forma a provocar os homens.

O vídeo de Sara já conta com mais de 200 mil visualizações.

Leia Também: Passageira acusa revisor da CP de assédio e deixa apelo: "Não se calem"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório