Meteorologia

  • 06 OUTUBRO 2022
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 30º

Foca-harpa avistada em duas praias diferentes da ilha do Faial

Não é comum ver focas nos Açores e muito menos desta espécie.

Foca-harpa avistada em duas praias diferentes da ilha do Faial
Notícias ao Minuto

20:28 - 18/08/20 por Notícias Ao Minuto com Lusa

País Foca

Uma foca-harpa foi avistada (e filmada) em duas praias diferentes da ilha do Faial, nos Açores.

De acordo com os internautas, o primeiro avistamento foi feito ontem, dia 17 de agosto, em Almoxarife. Já esta terça-feira, dia 18, a mesma foca foi avistada em Castelo Branco.

Nas redes sociais foram partilhados dois vídeos, de ambos os momentos.

Não é comum avistar focas no arquipélago dos Açores e muito menos desta espécie. A foca-harpa, também conhecida por foca da Gronelândia e com o nome cientifico de Pagophilus Groenlandicus, vive, normalmente, nos frios mares do Canadá, Gronelândia, Islândia, Noruega e Rússia.

Autoridades deixam alerta a população: "Não interagir com o animal"

Segundo adianta o diretor regional dos Assuntos do Mar do Governo dos Açores, Filipe Porteiro, o alerta foi dado "por ter sido avistado um indivíduo do grupo dos Pinípedes, onde se incluem as focas, otárias, leões marinhos e lobos marinhos, na zona da praia do Almoxarife, sendo que, na terça-feira, foi dado conta da presença de uma foca, que se pressupõe que seja o mesmo indivíduo, a descansar na zona do porto de Castelo Branco".

A nota enviada à imprensa esclarece que o animal, com cerca de 180 centímetros, "não aparenta ter lesões visíveis ou debilidade motora, pelo que se considera, para já, não existirem razões para intervir ou capturar o animal".

Direção Regional dos Assuntos do Mar e especialistas em mamíferos marinhos do Instituto Okeanos vão continuar a monitorizar o comportamento do animal e, "em caso de necessidade, serão tomadas as medidas consideradas adequadas, de acordo com as melhores práticas".

Esta espécie, que habita no Ártico, onde constitui colónias numerosas, já tinha sido avistada na ilha do Pico, em 2002, altura em que foi encontrado morto um adulto de 170 centímetros.

Até agora, foram reportados avistamentos de sete espécies de focas nos Açores.

Direção Regional dos Assuntos Mar alerta a população para não se aproximar ou interagir com a foca, evitando a ocorrência de incidentes, "já que se trata de um animal selvagem, com o qual a interação poderá representar alguma perigosidade".

Este órgão governamental aconselha, ainda, os banhistas a "abandonarem a água e manterem uma distância de segurança", no caso de avistarem o animal nas imediações.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório