Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2020
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 25º

Edição

Aliança quer testes na origem a todos os que viajam para os Açores

O partido Aliança defendeu hoje que todos os passageiros que queiram viajar para os Açores deveriam realizar o teste à covid-19 na origem, eliminando a possibilidade de realizar o despiste aquando do desembarque na região.

Aliança quer testes na origem a todos os que viajam para os Açores
Notícias ao Minuto

13:10 - 12/08/20 por Lusa

País Covid-19

"O teste [à covid-19] já deveria vir feito de onde o passageiro se desloca. Esse teste deveria ser feito, digitalizado e a Direção Regional de Saúde [deveria] controlar as chegadas dos passageiros para as respetivas residências ou hotéis", declarou hoje aos jornalistas o presidente do Aliança/Açores, Paulo Silva.

O líder do partido na região falava em Ponta Delgada, no Aeroporto João Paulo II, numa sessão em que também defendeu a realização de testes à covid-19 para quem quiser viajar de São Miguel para outra ilha açoriana.

Paulo Silva destacou que, devido à existência de um foco de transmissão local em São Miguel, deveria ser obrigatório a realização do despiste nas viagens entre a maior ilha açoriana e as restantes.

O presidente do partido realçou que existem "centenas" de açorianos a circular entre as ilhas do arquipélago, até porque o Governo Regional elaborou um programa, o 'Viver os Açores', para promover o turismo interno.

"Nós temos de proteger todos os açorianos. Se temos uma situação dessa natureza, temos de pôr em prática o plano seguinte e o plano seguinte é fazer os testes interilhas", afirmou.

Paulo Silva realçou que a zona do aeroporto de Ponta Delgada destinada à realização e à apresentação dos testes tem condições de trabalho "horríveis" para os profissionais de saúde que ali trabalham.

O líder do Aliança referiu que todos os passageiros que chegam a São Miguel "passam horas" naquela zona do aeroporto (seja para fazer ou para apresentar o teste à covid-19), considerando que o Governo Regional "não deveria mudar" a zona, mas sim "acabar" com ela.

"Este é o primeiro foco de pandemia, é aqui mesmo [no aeroporto]. São centenas de pessoas que ficam aglomeradas com teste e sem teste numa situação terceiro-mundista, que poderia ser muito mais bem pensada se agissem em vez de reagissem", afirmou, referindo-se à atuação do Governo Regional.

Em 4 de agosto, o Governo dos Açores anunciou que iria reorganizar a zona de testes à covid-19 no Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, de modo a "agilizar" os procedimentos de testagem dos passageiros que desembarcam na ilha de São Miguel.

Os passageiros que chegam aos Açores têm de apresentar um teste negativo à covid-19 feito nas últimas 72 horas antes do voo ou então ser testados à chegada, aquando do desembarque no aeroporto.

Os Açores contabilizam até hoje 192 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19, verificando-se, atualmente, 27 casos positivos ativos.

Desde o início da pandemia, foram também registadas na região 16 mortes devido à covid-19.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório