Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2020
Tempo
23º
MIN 19º MÁX 33º

Edição

Governo envia condolências à família do GNR que morreu na A1

O ministro da Administração Interna, "em nome do Governo", emitiu esta quarta-feira uma nota de pesar pelo falecimento do "Guarda Carlos Pereira".

Governo envia condolências à família do GNR que morreu na A1

"Foi com profunda consternação que tomei conhecimento do falecimento do Guarda Carlos Pereira, no cumprimento da sua missão, numa patrulha do Destacamento de Trânsito da GNR de Santarém", lê-se na nota de pesar do Ministério da Administração Interna (MAI), enviada ao início da tarde desta quarta-feira às redações.

"Neste momento trágico", refere o ministro Eduardo Cabrita, "transmito, em nome do Governo, um voto de pesar e de solidariedade aos familiares, amigos e a todos os militares da Guarda Nacional Republicana".

O militar, recorde-se, faleceu na sequência de um acidente grave que ocorreu ontem, ao final da manhã, na A1 no sentido Lisboa-Porto, próximo da saída para Torres Novas.

O Guarda Carlos Pereira, com cerca de 30 anos, era um dos cinco feridos graves na sequência de uma colisão entre um automóvel e um carro-patrulha da GNR. A outra ocupante do carro-patrulha, também de 30 anos, encontra-se em estado crítico.

O acidente ocorreu ao quilómetro 85 da A1, pelas 11h36, quando a GNR "estaria a sinalizar o local".

Para o local foram mobilizados 32 operacionais apoiados por 13 viaturas.

[Notícia atualizada às 15h56]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório