Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2020
Tempo
21º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Marcelo visita Câmara de Lobos dois meses após levantamento da cerca

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visita hoje Câmara de Lobos, dois meses após o levantamento da cerca sanitária, instalada entre 19 de abril e 03 de maio, devido a uma cadeia de transmissão de Covid-19.

Marcelo visita Câmara de Lobos dois meses após levantamento da cerca
Notícias ao Minuto

06:21 - 05/07/20 por Lusa

País Covid-19

O chefe de Estado chegou à Madeira no final da tarde de sábado, para uma visita de menos de 24 horas, da qual constam também deslocações hoje ao Centro de Saúde do Bom Jesus, às 11h00, e à Unidade de Internamento Polivalente/Unidade de Cuidados Intensivos dedicada à Covid-19, no Hospital Central do Funchal, às 11h30.

No Aeroporto Internacional Cristiano Ronaldo, o Presidente da República sublinhou que a resposta das autoridades regionais à pandemia correu "muito bem", explicando que só não se deslocou mais cedo à ilha porque teria de cumprir quarentena obrigatória, que vigorou até 30 de junho, situação que não era compatível com as suas funções de Chefe de Estado.

"A viagem visa estar aqui num momento, que é particularmente importante, na vida da Região Autónoma da Madeira e, portanto, de Portugal, porque é, de alguma maneira, o coroar de um processo", disse, reforçando que "quando se fala em segurança, confiança, presente e futuro, a Madeira é um exemplo que é óbvio, é evidente".

Marcelo Rebelo de Sousa será recebido às 12h30 na Câmara Municipal de Câmara de Lobos e almoça depois num restaurante daquela cidade, na zona oeste da ilha da Madeira.

Devido ao surgimento de uma cadeia de transmissão da Covid-19 num dos bairros sociais de Câmara de Lobos, o da Nova Cidade, alegadamente na sequência de um convívio familiar na altura da Páscoa, o executivo madeirense decretou em 19 de abril uma cerca sanitária para a freguesia, por um período de 15 dias, a única adotada no arquipélago.

A cerca sanitária foi levantada a partir das 00h00 do dia 03 de maio, uma vez que a localidade, com cerca de 18 mil habitantes, não registava novos casos positivos de infeção.

A situação levou ao confinamento de 22 pessoas desta cadeia de transmissão numa unidade hoteleira na zona do Cabo Girão, foram identificados mais de 200 contactos e realizados mais de 500 testes.

Marcelo Rebelo de Sousa realiza a deslocação à freguesia de Câmara de Lobos, no concelho com o mesmo nome, tal como o fez a Ovar, no distrito de Aveiro, e ao concelho da Povoação, nos Açores, que também estiveram sob cercas sanitárias.

Às 15h0, Marcelo Rebelo de Sousa regressa ao Funchal para um encontro com os responsáveis das instituições particulares de solidariedade social da região autónoma, na Quinta Magnólia.

O Presidente da República segue depois para o Aeroporto Internacional da Madeira, onde visita, às 17h30, a Unidade de Rastreio e Vigilância à Covid-19, que entrou em funcionamento em 01 de julho, com a reabertura do arquipélago ao turismo.

A operação de rastreio de viajantes nos aeroportos da Madeira e Porto Santo foi montada na sequência de uma resolução do Governo regional, de coligação PSD/CDS-PP, que impõe a obrigatoriedade de os passageiros apresentarem um teste negativo realizado até 72 horas antes do início da viagem, ou, então, a efetuá-lo à chegada.

Desde 01 de julho, já foram efetuados 1.668 testes nos aeroportos do arquipélago, um dos quais, realizado hoje, foi positivo, elevando para três o número de casos ativos, todos sem necessidade de cuidados hospitalares.

A Região Autónoma da Madeira teve até agora 93 casos confirmados de Covid-19 e não registou até ao momento qualquer óbito devido à pandemia do novo coronavírus.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório