Meteorologia

  • 14 JULHO 2020
Tempo
29º
MIN 20º MÁX 32º

Edição

Covid-19: "Não podemos facilitar, mas não podemos cair num alarmismo"

Presidente da República inaugurou a época balnear com um mergulho na praia dos Pescadores na Ericeira. No final, em declarações aos jornalistas, comentou a situação da epidemia no país e, em particular, na região de Lisboa e Vale do Tejo.

Covid-19: "Não podemos facilitar, mas não podemos cair num alarmismo"

Depois de um mergulho que disse ter sido "muito agradável", Marcelo Rebelo de Sousa aproveitou a declaração aos jornalistas para pedir "bom senso, cuidado, distanciamento e respeito da capacidade de cada praia".

No fundo, continuou, "usar  a praia com precaução e com pequenos passos, avançando junho, julho, agosto, acho que podemos fazer uma época balnear serena e com uma evolução natural da pandemia para abertura económica". 

Questionado sobre a situação de Lisboa e Vale do Tejo, onde se localiza o maior foco de preocupação das autoridades sanitárias com 89% dos novos casos de Covid-19, Marcelo reafirmou que o que se passa nesta região são surtos circunscritos e localizados em cinco municípios (dos 18) e que não se pode generalizar e concluir que se trata de  uma difusão na comunidade. 

"O que aconteceu em Lisboa foi que foi decidido fazer uma operação mega em termos de testes, 14 mil testes (...) para cobrir a área da construção civil", referiu o chefe de Estado, salientando que as empresas colaboraram e que a operação de testagem, que terminará brevemente, vai permirir "detetar um número muito apreciável de infetados". "Centenas largas de contaminados, a maioria jovens", detalhou afirmando que, por isso mesmo, se espera que o número de infetados aumente "muitíssimo". 

O Presidente frisou que é preciso "distinguir" que uma coisa são os surtos localizados, por exemplo, na construção civil e o resto da Área Metropolitana de Lisboa (AML). "Se houvesse uma disseminação na comunidade, que até agora não se provou, obrigava a medidas das autoridades sanitárias muitíssimo mais intensas. Não havendo, o que se trata é de levar mais longe, em homenagem à verdade e à transparência, o conhecimento na área da construção civil", afirmou, enfatizando, novamente, a necessidade de se respeitar as regras sanitárias e de manter um "equilíbrio". 

"Não podemos facilitar, mas não podemos cair num alarmismo. Há aqui um equilíbrio que é preciso manter", disse, referindo ainda que os últimos números que se conhecem do R mostram que estamos ligeiramente acima do 1, mas  que existe flutuação de região para região (e que no Centro o R é igualmente acima de 1, talvez superior ao de Lisboa e Vale do Tejo).

Quanto ao mergulho na praia dos Pescadores, Marcelo confessou que foi "um começo de época balnear ótimo".  "Foi muito agradável, a água muito quente, 19ºC. Nadou-se muito bem, sem vento e o sol abriu", afirmou. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório