Meteorologia

  • 10 JULHO 2020
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Madeira mantém 90 casos dos quais nove ativos

O Instituto de Administração da Saúde da Madeira- IASAÚDE revelou hoje que se mantêm os 90 casos de covid-19, 81 dos quais são casos recuperados e nove casos ativos, que permanecem sem necessidade de cuidados hospitalares.

Madeira mantém 90 casos dos quais nove ativos

"Até ao dia 04 de junho, foram notificados 1543 casos suspeitos de covid-19, dos quais, 1453 não se confirmaram", refere o IASAÚDE, adiantando que 618 pessoas estão a ser acompanhadas pelas autoridades de saúde nos vários concelhos da região, 412 das quais em vigilância ativa e 206 em autovigilância.

No que respeita ao caso positivo identificado, no dia 01 de junho, no aeroporto da Madeira, contabilizado na Região Centro, o IASAÚDE salienta que "o doente permanece na região estando em isolamento em unidade hoteleira dedicada a confinamento", estando "a investigação epidemiológica do caso a cargo das autoridades de saúde da Região Centro, em articulação com as autoridades de saúde da Região Autónoma da Madeira".

O total de amostras processadas no Laboratório de Patologia Clínica do SESARAM, E.P.E. é, até à data, 16119. O número de utentes alvo de teste à COVID-19 na Região é 14669.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 385 mil mortos e infetou mais de 6,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 2,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.455 pessoas das 33.592 confirmadas como infetadas, e há 20.323 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano passou a ser o que tem mais casos confirmados (mais de três milhões, contra mais de 2,2 milhões no continente europeu), embora com menos mortes (mais de 172, contra mais de 181 mil).

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), paralisando setores inteiros da economia mundial, num "grande confinamento" que vários países já começaram a aliviar face à diminuição dos novos contágios.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório