Meteorologia

  • 06 JULHO 2020
Tempo
20º
MIN 19º MÁX 36º

Edição

Açores destaca importância de medidas à chegada ao arquipélago

 O presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, defendeu hoje que as medidas de combate à covid-19 à chegada à região permitem manter o equilíbrio entre a retoma do turismo e o controlo do surto.

Açores destaca importância de medidas à chegada ao arquipélago
Notícias ao Minuto

21:09 - 02/06/20 por Lusa

País Covid-19

"Não é de excluir naturalmente aquilo que pode acontecer, o surgimento de novas situações, mas, dentro daquilo que é a nossa capacidade de intervenção, mobilizamos tudo para garantir segurança e para garantir confiança a quem cá está e a quem nos visita", afirmou.

O presidente do executivo açoriano falava, em declarações aos jornalistas, na ilha Terceira, à saída de uma reunião com o presidente da Câmara Municipal da Praia da Vitória, Tibério Dinis, depois de se ter reunido também com o autarca de Angra do Heroísmo, no primeiro dia de uma ronda de contactos que fará por todo o arquipélago.

Questionado sobre a forma de retomar o turismo, mantendo o surto da covid-19 controlado, Vasco Cordeiro disse que isso será feito explicando a quem chega a importância das medidas adotadas à entrada no arquipélago.

"Explicando que todas as medidas que nós tomamos à entrada de passageiros na nossa região, em primeiro lugar, são para proteção de todos, deles, dos açorianos e que, no fundo, é por via destas medidas que nos tornámos numa região segura", frisou.

Os passageiros que aterrem nos Açores deixaram de ser obrigados a ficar 14 dias em isolamento profilático, desde que façam testes à covid-19 à chegada (caso não o tenham feito 72 horas antes) e ao 5.º e 13.º dias.

Sem revelar as medidas de incentivo à retoma do turismo, que integrarão a Agenda para o Relançamento Social e Económico dos Açores, Vasco Cordeiro disse que o turismo interno será importante, mas não só.

"É um dos aspetos que é tido em conta, sem esquecer, pelos motivos que falamos, a capacidade de atração da região neste contexto mundial que vivemos", sustentou.

Por sua vez, o autarca da Praia da Vitória defendeu que o concelho está mais bem preparado para enfrentar a crise socioeconómica provocada pela covid-19, pela experiência que passou nos últimos anos, devido ao impacto da redução militar norte-americana na base das Lajes.

"A forma como em conjunto todos vencemos esse desafio na altura é o exemplo do que devemos fazer agora: todos em conjunto com estratégias alinhadas, com confiança, fazermos aquilo que for necessário para vencermos este novo desafio", apontou.

Para Tibério Dinis, o turismo regional e até o local (dentro da própria ilha) terão um papel importante na retoma, mas também o consumo de produtos locais.

"Temos aqui um conjunto de empresários a darem uma boa e pronta resposta a todo o mercado e é importante que os açorianos estejam ao lado destes empresários", frisou.

O autarca considerou, por outro lado, que a criação de ligação marítima de passageiros que liga todas as ilhas do grupo central (Terceira, São Jorge, Pico, Faial e Graciosa) será uma "resposta eficaz".

"É dentro do mercado turístico regional a estratégia acertada e de podermos ter também aqui no grupo central um produto diferente, peculiar e específico para esta altura da covid-19. Espero que seja aproveitada da melhor forma por todos os habitantes das ilhas do grupo central, para que possamos ter um mercado regional", reforçou.

Os Açores estão há 15 dias sem registo de novos casos de covid-19, tendo apenas dois ativos dos 146 registados, desde o início do surto. Ocorreram 128 recuperações (em seis ilhas) e 16 óbitos (em São Miguel).

A ilha de São Miguel é a que registou mais casos (108), seguindo-se Terceira (11), Pico (10), São Jorge (sete), Faial (cinco) e Graciosa (cinco).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório