Meteorologia

  • 06 AGOSTO 2020
Tempo
28º
MIN 19º MÁX 35º

Edição

DGS alerta. Grávidas "devem manter a vigilância" durante a pandemia

A pandemia não deve ser impeditiva da manutenção da vigilância da gravidez, como alerta a Direção-Geral da Saúde.

DGS alerta. Grávidas "devem manter a vigilância" durante a pandemia

Se está grávida durante esta fase em que Portugal atravessa a pandemia de Covid-19, esta notícia é para si. A Direção-Geral da Saúde (DGS) alerta, numa publicação na rede social Facebook, que as gestantes devem manter a vigilância e confiar nos profissionais de saúde que preparam o nascimento do bebé.

Nestas mensagens direcionadas para grávidas e familiares, a autoridade da Saúde destaca que a vigilância "da gravidez deve ser mantida de acordo com o plano de contingência". Se tiver sintomas "sugestivos de infeção pelo novo coronavírus, deve contactar o SNS24".

Apesar de prevalecer o dever de confinamento, isso não deve implicar que deixe de efetuar os rastreios necessários. Deve, como dá conta a DGS, "manter rastreios analíticos e ecográficos do primeiro trimestre, os exames analíticos do 2.º trimestre e ecografia morfológica, o rastreio da diabetes entre as 24 e as 28 semanas, a vacinação contra a tosse convulsa, a profilaxia da isoimunização às 28 semanas nas grávidas Rd D negativas".

Não se esqueça igualmente de manter uma alimentação saudável e exercício físico de acordo com a evolução gestacional.

Sempre que possível, devem ser "privilegiadas as teleconsultas e a auto-avaliação de peso e da tensão arterial em casa".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório