Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Violência doméstica. Capitão do porto de Cascais detido pediu exoneração

O militar terá agredido a mulher, foi detido pela PSP e apresentou, de seguida, o pedido de exoneração do cargo que exercia na Autoridade Marítima Nacional.

Violência doméstica. Capitão do porto de Cascais detido pediu exoneração

O capitão do porto marítimo de Cascais, Rui Pereira da Terra, foi detido por suspeita de violência doméstica há duas semanas, acabando por pedir exoneração do cargo.

Conforme avançou a Renascença, o capitão-tenente terá agredido a mulher, médica infecciologista do Hospital das Forças Armadas e mãe de um bebé de sete meses, no passado dia 25 de março. Os vizinhos ter-se-ão apercebido da situação e contactaram a Polícia de Segurança Pública, que acabou por deter o militar.

Ao Notícias ao Minuto, fonte oficial da Autoridade Marítima Nacional (AMN), sem apresentar detalhes, indicou apenas que, "na sequência de um facto pessoal", o capitão-tenente Pereira da Terra "decidiu pedir a exoneração do cargo de Capitão do Porto de Cascais", que "foi de imediato aceite, em 26 de março".

Com este pedido de exoneração, ressalva a AMN, evita-se "qualquer impacto nas importantes funções de Capitão do Porto e na imagem da Autoridade Marítima Nacional". A entidade garantiu ainda continuar a acompanhar a evolução da situação.

O Notícias ao Minuto contactou o comando metropolitano da PSP de Lisboa e aguarda mais esclarecimentos. 

Leia Também: Violência doméstica: Mulher denunciou companheiro com ida a farmácia

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório