Meteorologia

  • 03 ABRIL 2020
Tempo
14º
MIN 7º MÁX 20º

Edição

Câmara de Ourém desmente que tenha cancelado encontros com jornalistas

O município de Ourém desmente que tenha cancelado encontros com jornalistas tal como denunciou hoje o Sindicato dos trabalhadores da comunicação social, dando conta de "falta de colaboração das entidades oficiais".

Câmara de Ourém desmente que tenha cancelado encontros com jornalistas
Notícias ao Minuto

20:19 - 26/03/20 por Lusa

País Covid-19

Numa resposta enviada à agência Lusa, a Câmara de Ourém, no distrito de Santarém, esclarece que "é falso que o senhor presidente" tenha "decidido simplesmente cancelar os encontros com os jornalistas, na mesma medida em que não é verdade que os ditos encontros ocorram semanalmente".

No esclarecimento, a autarquia liderada por Luís Albuquerque (coligação Ourém Sempre PSD/CDS-PP) explica que foi cancelado o 'briefing' convocado para o passado dia 17, "por sugestão de alguns órgãos locais de comunicação social, cujas preocupações o GIC [Gabinete de Imagem e Comunicação] colocou à consideração da presidência".

Segundo a mesma nota, Luís Albuquerque terá acolhido o sugerido, "sobretudo porque o município vivia ainda uma fase embrionária do estado de emergência, estando em plena fase de ponderação das medidas de contenção a adotar".

Os jornalistas locais e regionais receberam um email a explicar e foram ainda avisados da "excecionalidade desta medida".

"Ao final da tarde de hoje os caros colegas receberão uma 'nota de imprensa' do GIC, com as medidas tomadas em sede da reunião do executivo municipal, esperando que, num curto espaço temporal, possamos voltar às nossas rotinas de trabalho", foi a mensagem que a autarquia enviou aos jornalistas, segundo indica o município no esclarecimento hoje divulgado.

A Câmara Municipal frisa que, "sabendo que as rotinas de trabalho terão forçosamente de mudar" perante a pandemia, procedeu a "alterações estratégicas na sua forma de comunicar com o exterior, sem prejuízo do trabalho da comunicação social".

"Tal como previsto, e entretanto anunciado aos órgãos locais (e só "locais" porque os demais não demonstram interesse em marcar presença, embora sejam convidados para tal), os encontros com os senhores jornalistas serão retomados já na próxima segunda-feira, após a reunião da câmara municipal de 30 de março", indica a nota.

O briefing será feito através de uma plataforma 'online' que permitirá o contacto direto entre os jornalistas e o senhor presidente da câmara.

O Sindicato dos Jornalistas (SJ) disse hoje que recebeu, nos últimos dias, várias denúncias de profissionais da comunicação social que estão a encontrar obstáculos ao seu trabalho, por "falta de colaboração das entidades oficiais", de acordo com um comunicado.

Na nota, hoje divulgada, o SJ explicou que, "com a ativação dos planos municipais de emergência e proteção civil, muitos presidentes de Câmara assumiram o comando das operações, numa lógica de vedar a informação, ou, nalguns casos, de escolher os jornalistas a quem facultam dados, numa violação clara da lei e do direito à informação".

O sindicato dá depois vários exemplos, como em Ourém, "quando confrontado pelos jornalistas com a necessidade de adoção de algumas medidas de segurança (distanciamento) nas conferências de imprensa semanais, o presidente da câmara decidiu simplesmente cancelar os encontros com jornalistas", criticou o SJ.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais 480 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 22.000.

Em Portugal, registaram-se 60 mortes e 3.544 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que identificou 549 novos casos em relação a quarta-feira (+18,3%).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório