Meteorologia

  • 10 ABRIL 2020
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

O testemunho de uma portuguesa infetada com o novo coronavírus

Marta Alves pensou que estava com uma gripe, mas testou positivo para a Covid-19.

O testemunho de uma portuguesa infetada com o novo coronavírus

Marta Alves tem 37 anos, trabalha num banco e considera-se uma pessoa saudável, mas, na semana passada, foi diagnosticada com Covid-19.

Num relato feito à SIC, a portuguesa, residente no Porto, explica que de um dia para o outro perdeu totalmente o olfato e o paladar, o que achou estranho porque, apesar de sentir que estava com gripe, não tinha febre, nem tosse.

“De um dia para o outro perdi totalmente o olfato e o paladar, o que eu achei muito estranho porque também não estava com uma gripe tão má assim, não estava com febre, não estava com tosse, não estava congestionada a nível nasal. Simplesmente perdi esses sentidos e sentia-me em baixo de forma. O que me levou a suspeitar que os sintomas não eram normais porque o meu organismo estava diferente”, conta.

Ao ser submetida ao teste, Marta Alves ficou a saber que estava infetada com Covid-19. Ficou internada quatro dias no Hospital de São João, no Porto e teve alta, com indicação para continuar isolada em casa, onde permanece há uma semana.

Durante estes dias, a portuense relata que já pensou que estava curada, mas que no domingo passado teve muitas dores de cabeça, enjoos e até vómitos.

Apesar de agora já conseguir sorrir, Marta diz que, desde que está em casa, ainda não fez testes. “Aliás, ninguém me contactou desde que saí do hospital”, denuncia.

Antes de terminar, a portuguesa revela que pode ter sido contaminada num jantar de aniversário, no dia 29 de fevereiro, apenas a cumprimentar um amigo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório