Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2020
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 22º

Edição

Doentes de psiquiatria no Hospital de Braga transferidos após fogo

Os 20 doentes internados em psiquiatria no Hospital de Braga vão ser transferidos para outras unidades públicas e privadas, na sequência do incêndio que hoje ali se registou, disse o presidente do conselho de administração.

Doentes de psiquiatria no Hospital de Braga transferidos após fogo

Segundo João Porfírio Oliveira, o Hospital de Braga "tem capacidade" para ficar com aqueles doentes, mas vai proceder à sua transferência tendo em conta a "especificidade" da doença em causa.

A transferência, explicou o responsável, vai ocorrer "por questões de segurança e de desenfumagem [do espaço]", de forma a garantir que "tudo está bem".

Um incêndio deflagrou na manhã de hoje na ala masculina de psiquiatria do Hospital de Braga, estando as causas da ocorrência ainda a ser investigadas.

Segundo Jorge Marques, diretor clínico do Hospital de Braga, dois doentes ficaram feridos, um dos quais, que estava internado no quarto em que deflagrou o incêndio, sofreu "queimaduras graves".

Esse doente vai ser transferido para uma unidade de queimados, no Porto.

O outro doente teve problemas com a inalação de fumo, mas a sua situação "já está resolvida".

Em relação à origem do incêndio, Jorge Marques disse que ainda não é conhecida a "causa direta" do mesmo.

"Sabemos que teve origem num dos quartos, mas não sabemos a causa direta", referiu.

Admitiu, no entanto, que o fogo pode ter sido provocado por um doente internado.

"Essa é sempre uma das hipóteses. O hospital tem procedimentos e normas de segurança muito específicos, mas também sabemos que às vezes acontecem percalços desta natureza. Temos de pedir um inquérito", acrescentou.

O alerta para o incêndio foi dado pelas 10:12, tendo sido mobilizados para o local 33 operacionais, apoiados por 11 viaturas.

O comandante dos Bombeiros Sapadores de Braga, João Felgueiras, disse que, neste momento, apenas se sabe onde começou o incêndio.

Quanto às circunstâncias, referiu que essa é uma questão que "está entregue à investigação".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório