Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

Plataforma 'vent2life' quer ajudar a recuperar ventiladores inativos

O movimento '#ProjectOpenAir' propõe, através da plataforma 'vent2life.eu' criada recentemente, recuperar e colocar à disposição do Serviço Nacional de Saúde (SNS) ventiladores inativos nos hospitais, aumentando assim a capacidade de resposta à pandemia de Covid-19.

Plataforma 'vent2life' quer ajudar a recuperar ventiladores inativos
Notícias ao Minuto

18:00 - 24/03/20 por Lusa

País Pandemia

"Os hospitais vão poder registar-se, dizer que equipamentos têm e os problemas sentidos. Alguns certamente vão poder ter uma resposta imediata dos engenheiros e universidades que estão a colaborar com o projeto, outros obrigarão a fabricação de peças ou à presença de técnicos especializados", disse à Lusa João Nascimento, empresário e empreendedor que lançou a iniciativa na rede social Twitter.

A plataforma 'vent2life.eu' pretende recuperar e voltar a colocar no ativo nos hospitais portugueses 200 ventiladores até aqui avariados ou inativos.

"Se todos os hospitais, dentro do seu tempo muito limitado, se registarem, vamos conseguir colocá-los em contacto com quem os pode ajudar", garante João Nascimento, que revela ainda que a plataforma vai ser lançada inicialmente apenas em Portugal, mas em breve será global, "podendo a sugestão de arranjos de avarias ser seguida por outros países".

A plataforma 'vent2life.eu' conta com a colaboração da Ordem dos Engenheiros Portugueses, do Instituto Superior de Engenharia do Porto e da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa. Também a faculdade de Medicina da Universidade Nova se juntou à iniciativa, mobilizando as escolas médicas portuguesas para apoiarem no contacto mais eficaz com as administrações hospitalares.

João Nascimento disse que a reparação dos ventiladores pode ser conseguida em poucos dias, mesmo nos casos mais difíceis, e que estes poderão estar disponíveis e operacionais a tempo do previsível pico da pandemia em Portugal, estimado para 14 de abril.

"Era essa a ideia. Independentemente de estarmos a explorar outras ideias para a produção massiva de ventiladores, tínhamos que ter uma solução imediata e esta foi a que nos pareceu mais exequível", conta João Nascimento, que revela que a ideia surgiu depois de um email que a equipa recebeu de um hospital do Algarve a pedir ajuda com uma das máquinas que tinham e à qual faltava uma peça.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 386 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 17.000.

Em Portugal há 33 mortes e 2.362 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira e até às 23:59 de 02 de abril.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório