Meteorologia

  • 12 AGOSTO 2022
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Águeda cria centro para pessoas com suspeita de coronavírus

A Câmara de Águeda criou um centro para acolhimento de pessoas com sintomas suspeitos de covid-19, mas que não tenham condições de ficar em casa para que possam ser seguidas e monitorizadas, informou hoje a autarquia.

Águeda cria centro para pessoas com suspeita de coronavírus

"Esta ideia surgiu-nos através de alguns motoristas internacionais que chegaram do estrangeiro com suspeitas de estarem infetados com o novo coronavírus e que não queriam ir para o meio da família", disse à Lusa, o presidente da Câmara, Jorge Almeida.

Atualmente, segundo o autarca, há três pessoas que estão instaladas neste centro, cuja localização o responsável não quis precisar.

A autarquia confirmou esta sexta-feira a existência de mais um caso positivo de covid-19, elevando para quatro o número de pessoas infetadas com o novo coronavírus no concelho.

"Trata-se de uma profissional de saúde que desempenha funções numa unidade hospitalar de Aveiro, não estando, por isso, ligada às cadeias de transmissão anteriores", esclarece uma nota camarária.

Na mesma nota a autarquia refere que as restantes três pessoas com diagnóstico positivo "estão a evoluir favoravelmente".

"Distanciamento e reserva social, bem como a higienização regular são imperativos para que a propagação do novo coronavírus seja contida", afirma o presidente da Câmara, apelando a que os cidadãos cumpram as regras e orientações dos profissionais de saúde.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje o número de casos confirmados de infeção para 1.020, mais 235 do que na quinta-feira.

O número de mortos no país subiu para seis.

Dos casos confirmados, 894 estão a recuperar em casa e 126 estão internados, 26 dos quais em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI).

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de quinta-feira, depois de a Assembleia da República ter aprovado na quarta-feira o decreto que lhe foi submetido pelo Presidente da República, com o objetivo de combater a pandemia da covid-19, após a proposta ter recebido pareceres favoráveis do Conselho de Estado e do Governo.

O estado de emergência proposto pelo Presidente prolonga-se até às 23:59 de 02 de abril.

O Governo declarou na terça-feira o estado de calamidade pública para o concelho de Ovar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório