Meteorologia

  • 31 MARçO 2020
Tempo
14º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Prisão preventiva para agente que se barricou e abriu fogo em esquadra

Incidente aconteceu na madrugada de domingo, na esquadra de Santa Cruz das Flores, nos Açores.

Prisão preventiva para agente que se barricou e abriu fogo em esquadra

O agente da Polícia de Segurança Pública (PSP) que se barricou e abriu fogo na esquadra de Santa Cruz das Flores, nos Açores, na madrugada de domingo, ficou em prisão preventiva. A informação foi revelada em comunicado da força de segurança a que o Notícias ao Minuto teve acesso. 

"Internamente, foi ainda determinada a abertura de um processo disciplinar, bem como as medidas cautelares de desarmamento e de suspensão do serviço policial", é ainda explicado. 

Recorde-se que o Notícias ao Minuto sabe que tudo começou numa discoteca da ilha, onde acontecia uma festa de Carnaval. O agente em causa estava fora de serviço, à civil, quando, por razões que ainda estão por averiguar, usou o gás pimenta contra vários clientes do espaço.

PSP foi chamada à discoteca e os agentes de serviço detiveram o colega pelas 5h40, hora dos Açores. De acordo com a Direção Nacional da PSP, já na esquadra, o suspeito apropriou-se de uma arma de fogo, barricando-se no interior das instalações. 

Só pelas 7h45, hora dos Açores, é que o agente foi demovido da sua atitude pelos polícias de serviço.

Notícias ao Minuto apurou que, antes de se render, o agente proferiu várias ameaças de morte, agrediu dois colegas, disparou vários tiros com a arma de serviço e ainda lançou granadas de fumo.

Perante o perigo de o suspeito atingir alguém, foi mesmo dada ordem para o abater, caso abrisse fogo novamente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório