Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Autoridades japonesas confirmam infeção de tripulante português

As autoridade japonesas confirmaram hoje que o português Adriano Maranhão, canalizador no navio Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, deu teste positivo ao coronavírus Covid-19, disse à Lusa fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Autoridades japonesas confirmam infeção de tripulante português
Notícias ao Minuto

10:49 - 23/02/20 por Lusa

País Covid-19

"Foi confirmado pelas autoridades de saúde japonesas que a pessoa em causa deu teste positivo. A família está informada, assim como o próprio", revela fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros numa nota enviada à agência Lusa.

De acordo com a mesma fonte, o ministério está a "insistir junto das autoridades locais para que se proceda à sua transferência para o hospital de referência", no Japão.

Já no sábado, o Ministério dos Negócios Estrangeiros afirmava estar a acompanhar a situação de um tripulante português do navio japonês que teria sido infetado com Covid-19, mas admitia então que não tinha ainda informação das autoridades japonesas.

A mulher deste tripulante avançou então à Lusa que o seu marido tinha sido diagnosticado "positivo" com o novo coronavírus.

A Portugal só hoje chegou a confirmação do diagnóstico positivo pelas autoridades de saúde japonesas.

O português, Adriano Maranhão, é, segundo a sua mulher, Emmanuelle, canalizador do navio "foi examinado pela primeira vez há três dias", após "terem desembarcado os passageiros", tendo sido colocado numa cabine em isolamento.

Segundo adiantou à Lusa já hoje a mulher de Adriano Maranhão, que tem estado em contato permanente com o marido, "o facto de já ser noite no Japão faz com que ele não tenha esperanças de ainda sair hoje do navio".

"Está a ficar mais nervoso, mais stressado, como é normal nesta situação", explicou, adiantando que Adriano "continua sem ter qualquer sintoma ou temperatura".

O cruzeiro, ancorado no porto de Yokohama, a sul de Tóquio, é o maior foco de Covid-19 fora da China continental, tendo registado mais de 600 infetados entre os passageiros, dois dos quais morreram.

Na quarta-feira, as autoridades japonesas deram início à operação de desembarque dos passageiros saudáveis, findo o período de quarentena do navio, iniciado em 3 de fevereiro, operação que terminou na sexta-feira.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório