Meteorologia

  • 08 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 21º

Edição

Marcelo evoca "exemplar trajetória" de antigo bispo de Viseu

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou hoje a morte do antigo bispo de Viseu Ilídio Leandro, evocando a sua "exemplar trajetória de vida", numa mensagem publicada no 'site' da Presidência da República.

Marcelo evoca "exemplar trajetória" de antigo bispo de Viseu
Notícias ao Minuto

16:29 - 22/02/20 por Lusa

País Ilídio Leandro

"A exemplar trajetória de vida e a ação pastoral de D. Ilídio Leandro foram um extraordinário testemunho de fé e de serviço à Igreja e à Comunidade", escreve Marcelo Rebelo de Sousa, que expressou "as mais sentidas condolências" à família e à Diocese de Viseu.

O antigo bispo de Viseu Ilídio Leandro morreu na sexta-feira, aos 69 anos, vítima de doença, disse a Diocese de Viseu.

"Com profundo pesar, a Diocese de Viseu comunica o falecimento do seu bispo emérito, D. Ilídio Pinto Leandro. Partiu para a casa do Pai às 11:30 deste 21 de fevereiro de 2020, no Hospital de São Teotónio (Viseu), onde estava internado após agravamento da sua saúde", revela uma nota publicada na página de Internet da diocese.

Ilídio Leandro era natural de Rio de Mel, Pindelo dos Milagres (S. Pedro do Sul), onde nasceu em 14 de dezembro de 1950.

"Foi ordenado presbítero em 25 de dezembro de 1973 e bispo no dia 23 de julho de 2006. Orientou a Diocese de Viseu até ao dia 03 de maio de 2018, resignando por razões de saúde. O seu lema episcopal, que se recorda, foi: 'Convosco, Por Cristo, Para Todos'", lembra ainda a nota diocesana.

Em 2009, o antigo Bispo de Viseu destacou-se, por ter defendido o uso do preservativo, nomeadamente em casos de sida, e, mais tarde, ter admitido o divórcio, sobretudo em situações de violência doméstica.

Numa nota colocada no 'site' da diocese, durante a Quaresma de 2009, Ilídio Leandro escreveu que "quando a pessoa infectada não prescinde das relações e induz o(a) parceiro(a) (conhecedor ou não da doença) à relação, há obrigação moral de se prevenir e de não provocar a doença na outra pessoa", considerando que neste caso, "o preservativo não somente é aconselhável como poderá ser eticamente obrigatório".

Na altura, na sequência das reações à sua afirmação, Ilídio Leandro escusou-se a comentar a polémica, e prometeu empenhar-se para que a Igreja esteja actualizada em relação à sociedade do século XXI.

Ilídio Leandro recebeu em 2018 o Viriato de Ouro, a "mais elevada e rara distinção" do município de Viseu, que também manifestou "o seu profundo pesar" pela morte do bispo emérito da Diocese.

"A profunda renovação que empreendeu na Diocese de Viseu e as qualidades pastorais e humanas reveladas na relação com as populações e as mais diversas instituições da cidade e região são marcas indeléveis do seu percurso, que todos reconhecem", disse a a Câmara de Viseu, num comunicado divulgado na sexta-feira.

De acordo com a diocese, o velório de Ilídio Leandro decorre hoje, na Igreja do Centro Pastoral de Viseu.

Um Ofício de Vésperas realizar-se-á a partir das 16:30, antecedendo o Ofício de Leitura de Defuntos, a partir das 21:00.

As cerimónias fúnebres, no domingo, ainda de acordo com a Diocese, têm início às 09:30, com a celebração de missa, seguindo o cortejo fúnebre segue para a Sé catedral de Viseu, às 12:00, onde havera uma "celebração exequial", às 15:00.

O corpo seguirá depois para a terra natal do antigo bispo de Viseu, Rio de Mel, Pindelo dos Milagres, no concelho de São Pedro do Sul, onde será sepultado, depois de nova eucaristia, na igreja local, às 17:00.

A bandeira do município de Viseu fica a meia haste durante três dias, em homenagem ao antigo bispo de Viseu Ilídio Leandro.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório