Meteorologia

  • 25 FEVEREIRO 2020
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Associação de Badajoz lamenta atraso de praça com nome português

A Associação para a Recuperação da Memória Histórica da Extremadura espanhola (ARMHEX) "denuncia e lamenta" que o Concelho de Badajoz ainda não tenha inaugurado a praça ou avenida com o nome do general português Humberto Delgado.

Associação de Badajoz lamenta atraso de praça com nome português
Notícias ao Minuto

10:57 - 13/02/20 por Lusa

País Badajoz

Esta posição foi tomada no dia anterior ao que assinala o 55.º aniversário do assassínio, em 13 de fevereiro de 1965, nos arredores de Olivença, pela polícia política do regime fascista português (PIDE), do que ficou conhecido como o "General sem Medo".

Num comunicado de imprensa divulgado na quarta-feira, a ARMHEX "denuncia e lamenta que o Concelho de Badajoz, quase quatro anos depois, ainda não tenha inaugurado a Praça ou Avenida aprovada em honra do General Humberto Delgado e sua companheira Arajaryr Campos".

A associação recorda que, por sua iniciativa, todos os partidos políticos representados aprovaram por unanimidade esta decisão numa sessão da assembleia municipal em abril de 2016.

A ARMHEX insiste que um espaço público deve ser escolhido "sem mais demora para cumprir a moção aprovada no plenário municipal".

A associação vai mais longe e propõe que "a praça ou parque, atualmente sem nome, localizado no topo do Novo Parque de Estacionamento na Praça dos Conquistadores" passe a chamar-se Praça Humberto Delgado e Arajaryr Campos.

"Esta proposta também tem a aprovação da família Delgado, com a qual esta associação mantém um contacto permanente", assegura a ARMHEX.

A associação considera que os nomes de Humberto Delgado e Arajaryr Campos "estão para sempre ligados a Badajoz, e à Extremadura", porque foi aí "que se consumou aquele crime político da ditadura salazarista e onde ambos passaram os últimos dias com vida".

Humberto da Silva Delgado nasceu a 15 de maio de 1906 em Cela (Leiria) e distinguiu-se, depois da Segunda Guerra Mundial, pelas suas posições contra a ditadura fascista portuguesa de António Salazar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório