Meteorologia

  • 04 ABRIL 2020
Tempo
12º
MIN 11º MÁX 19º

Edição

Homem detido após esfaquear turista e agredir polícias

Após ser abordado pela PSP, suspeito agrediu agentes e fugiu a pé. Acabou por ser detido no Bairro de Alfama, em Lisboa.

Homem detido após esfaquear turista e agredir polícias

As autoridades foram chamadas à zona do Castelo de São Jorge, em Lisboa, por volta das 16h00, no dia 8 de fevereiro, depois de um turista – que circulava a pé – ter dado um pequeno toque numa viatura que ali passava e um dos ocupantes o ter tentado agredir com uma arma branca, informa a PSP num comunicado enviado às redações.

O suspeito acabou por não atingir o turista devido à intervenção de populares, mas acabou por atingir um outro turista, de 72 anos, que tentava ajudar o primeiro.

A vítima foi atingida na zona lombar com um golpe de arma branca, o que provocou o seu desfalecimento e internamento hospitalar.

As autoridades conseguiram localizar o suspeito das agressões devido às informações sobre a viatura em que seguia, e ao ser abordado o homem agrediu os polícias e fugiu a pé, acabando por ser detido no Bairro de Alfama, em Lisboa.

“Na viatura do suspeito foi ainda detetado produto estupefaciente, tendo igualmente sido realizada uma busca domiciliária que resultou na apreensão de vários artigos. A carta de condução que o detido apresentou para se identificar, após análise detalhada, apurou-se ser contrafeita, motivo pelo qual o mesmo incorre igualmente no crime de falsificação de documento e, por consequência, conclui-se que exercia a condução sem habilitação legal, pois não possuía qualquer outro documento que o habilitasse a tal”, informa ainda o comunicado.

Além da suspeita de dois crimes de ofensas à integridade física qualificada - um deles na forma tentada -, é suspeito também de um crime de tráfico de estupefacientes, um crime de falsificação de documento e um de falta de habilitação legal, acrescenta a PSP.

Após ter sido identificado pelos lesados e testemunhas, o detido foi presente a 1º interrogatório judicial no Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa, tendo-lhe sido decretada a medida de coação de apresentação diárias. 

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório