Meteorologia

  • 30 SETEMBRO 2022
Tempo
23º
MIN 14º MÁX 23º

José Sócrates entre os homenageados pelo Coro Misto da Beira Interior

O Coro Misto da Beira Interior, sediado na Covilhã, distrito de Castelo Branco, faz 30 anos e vai homenagear um conjunto de personalidades que foram importantes para o percurso desta associação, entre as quais o antigo primeiro-ministro José Sócrates.

José Sócrates entre os homenageados pelo Coro Misto da Beira Interior

"Vamos distinguir sete pessoas pelo seu empenho na concretização dos nossos objetivos ao longo destes 30 anos. Estamos a falar desde a ida à Palestina, até ao Vaticano, passando pelos patrocínios, pela gravação de CD e de outras ações que conseguimos cumprir graças a estas pessoas", referiu à agência Lusa, Luís Cipriano, maestro, fundador e diretor do Coro Misto da Beira Interior.

Além de José Sócrates, serão homenageados Paulo de Oliveira (empresário), Marta Oliveira (empresária), João Magalhães (empresário), Alçada Rosa (antigo governador civil de Castelo Branco), Martinho Lopes (padre) e Vítor Pereira (atual presidente da Câmara da Covilhã).

"É um agradecimento que era devido, porque o coro tem memória e não esquece aqueles com quem se cruzou e aqueles que estiveram ao nosso lado e estamos a falar de todos, sem exceção", disse, explicando que estas pessoas receberão um diploma de mérito e a figura de uma ovelha, símbolo serrano.

Dos homenageados apenas falta confirmar a presença de José Sócrates. A homenagem está marcada para sábado, às 16:00, no âmbito da inauguração de uma exposição fotográfica que mostra os principais momentos deste coro do interior do país, que se tem notabilizado nacional e internacionalmente.

A exposição dará a conhecer momentos que habitualmente o público não vê, tais como aventuras de viagens.

"É o caso da viagem de ida e volta para a Alemanha a comer salsichas, até à interrupção de um concerto por ameaça de bomba que aconteceu na Covilhã e não, como poderia ser provável, na Palestina", acrescenta.

A cerimónia contará ainda com o lançamento de um novo CD, intitulado "Memories", que apresenta os principais trabalhos do coro ao longo dos 30 anos.

O Coro Misto da Beira Interior iniciou o seu projeto em 1989, no Conservatório da Covilhã, decidindo sair do mesmo no ano de 1996 e passando a denominar-se Coro Misto da Covilhã, sendo que, em 2007 passou a denominar-se Coro Misto da Beira Interior.

Neste percurso, já realizou 674 concertos, em 29 países e gravou 16 CD. Também tem um longo currículo de participação em concursos nos mais diferentes pontos do mundo e onde conquistou 18 medalhas: nove de ouro, sete de prata e duas de bronze.

Entre os momentos mais marcantes, destaque para concerto oficial dos 2.000 anos do Nascimento de Cristo, em Belém, a interpretação na missa realizada na Basílica de S. Pedro, no Vaticano, e as missas no Vale dos Caídos e Palácio de Escorial, em Espanha.

Da lista constam ainda a apresentação, pela primeira vez em Portugal, da missa em Sol de Luigi Cherubini, na Covilhã, e os concertos com a apresentação de Messias de Haendel e o Requiem de Mozart, ambos na Covilhã e depois repostos em outros pontos do país, ou ainda a obra Renascer de Luís Cipriano, apresentada no Grande Auditório da Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório