Meteorologia

  • 28 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 20º MÁX 33º

Edição

Ministro considera que abandono escolar precoce atinge "mínimo histórico"

A percentagem de jovens entre os 18 e os 24 anos que abandonam a escola sem concluírem o ensino secundário baixou para 10,6% no ano passado, atingindo-se um "mínimo histórico", considerou hoje o ministro da Educação.

Ministro considera que abandono escolar precoce atinge "mínimo histórico"
Notícias ao Minuto

14:22 - 05/02/20 por Lusa

País Escola

Em declarações à agência Lusa, Tiago Brandão Rodrigues afirmou que no início do século a taxa de abandono precoce de educação e formação era ligeiramente abaixo dos 50% e, nessa altura, "era algo absolutamente impensável" imaginar que em 20 anos a taxa iria baixar para os 10,6%.

Segundo os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) hoje divulgados, Portugal atingiu no ano passado o valor de abandono escolar mais baixo de sempre: 10,6% em Portugal e 10,1% só no continente.

Os números hoje conhecidos reforçam uma tendência que se vinha registando nos últimos anos. Em 2017, por exemplo, a taxa era de 12,6% e em 2018 desceu para 11,8%.

Portugal aproxima-se da meta europeia que definiu para 2020 uma taxa máxima de 10%. "Estes números mostram que estamos, pela primeira vez, a igualar ou mesmo a ultrapassar a média da União Europeia", sublinhou o governante.

Apesar das "boas notícias", Tiago Brandão Rodrigues assegurou que a tutela vai continuar a "lutar todos os dias para mitigar ainda mais o abandono escolar".

Tiago Brandão Rodrigues apontou como causas do sucesso o "esforço notável" de quem todos os dias trabalha nas escolas e também "todo o trabalho feito para atender àqueles que têm mais dificuldades".

Além disso, referiu ainda vários projetos como o Programa Nacional de Promoção do Sucesso Escolar, que apoia "ações estratégicas em curso em milhares de escolas por todo o país", ou os programas TEIP (Territórios Educativos de Intervenção Prioritária), Apoio Tutorial Específico.

A aposta no Ensino Profissional e na Educação Inclusiva assim como a Autonomia e Flexibilidade Curricular foram outros dos programas recordados hoje.

Tiago Brandão Rodrigues salientou ainda o facto de a redução de abandono escolar acontecer numa época em que aumenta o emprego jovem, o que poderia ter o efeito perverso de "estimulo para o não prosseguimento dos estudos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório