Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Coronavírus: DGS acompanha situação e reforça conselhos aos viajantes

A Direção-Geral de Saúde (DGS) continua a acompanhar a situação e reforça as recomendações previamente emitidas para os viajantes com destino para a cidade de Wuhane ainda Beijing, Guangdonge, Shanghai, na China

Coronavírus: DGS acompanha situação e reforça conselhos aos viajantes

A DGS informa, em comunicado enviado às redações, que está "a acompanhar" a evolução do surto de pneumonia por novo Coronavírus, vincando desde logo que "todos os casos reportados fora de Wuhan (China) referem ligação a esta cidade" e "a maioria (...) está epidemiologicamente associada a um mercado específico de alimentos e animais vivos (peixe, mariscos e aves) em Wuhan" que foi, entretanto, "limpo e encerrado ao público a 1 de janeiro de 2020".

Mais, informa a DGS, "da investigação em curso não há evidência, até à data, de transmissão sustentável pessoa-a-pessoa" e é "baixa a probabilidade de importação de casos nos países da União Europeia/Espaço Económico Europeu (UE/EEE)", segundo o European Centre for Disease Prevention and Control (ECDC).

De acordo com a informação disponibilizada pelo ECDC e citada pela DGS, até ao dia de hoje e desde 31 de dezembro, "foram confirmados laboratorialmente 295 casos de infeção pelo novo coronavírus", na China, Tailândia (dois casos), Japão (um caso) e Coreia do Sul (um caso).

Mas é na China que há mais casos reportados. São 270 só em Wuhan, incluindo quatro óbitos, e ainda "15 casos confirmados em profissionais de saúde". Há ainda "14 casos na província de Guangdong", "cinco casos na província de Beijing" e "dois casos em Shangai".

Neste sentido, a "DGS reforça as recomendações previamente emitidas para os viajantes com destino para a cidade de Wuhan e ainda Beijing, Guangdonge Shanghai, na China":

- Evitar contato próximo com pessoas que sofram de infeções respiratórias agudas;

- Lavar frequentemente as mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes;

- Evitar o contacto com animais;

- Adotar medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e boca quando espirrar ou tossir (com lenço de papel ou com o braço, nunca com as mãos; deitar o lenço de papel no lixo);

- Lavar as mãos sempre que se assoar, espirrar ou tossir.

- Se os viajantes com estadia em Wuhan apresentarem sintomas sugestivos de doença respiratória, durante ou após a viagem, deverão procurar atendimento médico, informando-o sobre a sua história de viagem.

DGS garante ainda que mantém-se em contacto com uma comissão de peritos, composta por representantes da DGS, Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e representantes de unidades hospitalares de referência" e anuncia que a Organização Mundial de Saúde (OMS) irá reunir amanhã, dia 22 de janeiro, o Comité de Emergência do Regulamento Sanitário Internacional.

[Notícia atualizada às 19h38]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório