Meteorologia

  • 19 FEVEREIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 19º

Edição

Marvão cria gabinete de apoio à comunidade estrangeira

A Câmara Municipal de Marvão, no Alto Alentejo, em plena Serra de São Mamede, criou um gabinete de apoio à comunidade estrangeira residente no concelho, como forma de atrair mais população e incentivar o investimento.

Marvão cria gabinete de apoio à comunidade estrangeira
Notícias ao Minuto

14:32 - 21/01/20 por Lusa

País Alentejo

De acordo com o município, residem no concelho de Marvão, distrito de Portalegre, mais de 120 estrangeiros, de diversas faixas etárias, oriundos, sobretudo, de países como a Holanda, Alemanha, Inglaterra e França.

"Os estrangeiros vivem espalhados pelo concelho, principalmente em quintas e na zona da serra. Eles veem para Marvão, mas também para Castelo de Vide, por causa do clima, do sol, da natureza, da paisagem e da forma como a agricultura está preservada", explicou hoje o presidente do município, Luís Vitorino, em declarações à agência Lusa.

"A grande maioria dos estrangeiros que aqui reside são neo rurais. Estão fartos dos grandes centros urbanos e procuram o sossego, a tranquilidade e o ar puro que se respira aqui nestas serras", acrescentou.

Referindo que "uma grande parte" dos estrangeiros que reside no concelho "tem poder de compra", o autarca observou que, ao longo dos anos, têm recuperado habitações e ocupado espaços no campo que estavam ao abandono.

"Eles são importantes para o território e para o combate à desertificação, pois também mantêm os campos limpos, dão emprego e frequentam o comercio local", disse.

O gabinete de apoio à comunidade estrangeira de Marvão, hoje inaugurado no ninho de empresas de Santo António das Areias, pretende "receber melhor" os novos habitantes de outras nacionalidades, dando-lhes apoio em questões burocráticas, como licenciamentos, legalizações, certificações de habitação e finanças, entre outras áreas.

De acordo com a autarquia, o gabinete vai ter um atendimento personalizado em diversas línguas, como inglês, castelhano e francês.

"Queremos integrá-los mais na nossa comunidade e através desta iniciativa tentar que eles tragam para o nosso país e para Marvão, em particular, mais estrangeiros e mais investimento", disse.

Luís Vitorino explicou que o gabinete servirá ainda para perceber quantos estrangeiros residem ao certo naquele território, uma vez que "muitos deles" têm vistos de residência e outros não.

"Uns estão por cá seis meses e vão embora, outros vão e veem, têm fluxos. No entanto, esta franja populacional é importante para este território e este gabinete serve para os aliciar", acrescentou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório