Meteorologia

  • 25 OUTUBRO 2020
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 19º

Edição

GNR entrega 2.200 peças de vestuário e calçado a instituições sociais

O Comando Territorial Guarda da GNR entregou hoje 2.200 peças de vestuário e calçado, que foram apreendidas em ações de fiscalização, a 14 instituições de solidariedade social da região.

GNR entrega 2.200 peças de vestuário e calçado a instituições sociais
Notícias ao Minuto

11:37 - 20/12/19 por Lusa

País Guarda

Segundo a GNR, as peças hoje oferecidas foram apreendidas este ano, no decorrer da atividade operacional desenvolvida no distrito da Guarda.

Ao longo do ano, o Comando Territorial apreendeu diverso material contrafeito que, por decisão judicial, foi declarado perdido a favor do Estado.

Na sequência da decisão, aquela força de segurança desenvolveu, uma vez mais, a iniciativa solidária de distribuir o vestuário por diversas instituições sociais.

Com a iniciativa solidária realizada em plena quadra natalícia, a GNR pretende ajudar as instituições contempladas a colmatar as necessidades sentidas no apoio aos utentes.

O major Marco Pina referiu ainda que o gesto tem "mais importância" numa zona do país que é "caracterizada por baixas temperaturas".

Segundo o oficial de relações públicas do Comando Territorial da Guarda, a GNR entregou este ano "um total de 3.500 peças de vestuário a 22 instituições particulares de solidariedade social" locais.

O gesto solidário de hoje contemplou a Aldeia SOS, a Cáritas Diocesana, o Centro Social da Póvoa do Mileu, o Estabelecimento Prisional da Guarda, a associação Elo Comum (Seia), o Centro Social Paroquial de Chãs (Vila Nova de Foz Côa), a Obra Nossa Senhora das Candeias (Pinhel), a AFACIDASE - Associação de Familiares e Amigos do Cidadão com Dificuldades de Adaptação da Serra da Estrela (Manteigas), as Lojas Sociais de Aguiar da Beira e Mêda, a Associação de Amigos da Irmã Wilson (Trancoso), a igreja de Fornos de Algodres, o Centro Paroquial e Social de Dornelas (Aguiar da Beira) e a ABPG - Associação de Beneficência Popular de Gouveia.

Rosa Caramelo, secretária da direção do Centro Social da Póvoa do Mileu, na cidade da Guarda, disse à agência Lusa que a instituição, que auxilia famílias desfavorecidas, recebeu pela primeira vez o apoio da GNR.

"Com esta oferta vamos ajudar famílias que residem na Póvoa do Mileu que estão em dificuldades e que são, de facto, necessitadas", disse.

A Cáritas Diocesana voltou a ser contemplada com artigos de vestuário e de calçado, considerando o seu presidente, Manuel Portugal, que se trata de "uma boa ajuda".

O responsável adiantou à Lusa que a oferta da GNR será destinada a "ajudar famílias locais e também estrangeiras (migrantes)".

A assistente social da Cáritas Diocesana Cátia Lopes explicou que a instituição apoia "mais de 100 migrantes por mês".

"Eles chegam e não estão preparados para o frio, e temos de lhes proporcionar os agasalhos para fazerem frente às baixas temperaturas", justificou.

Ana Fernandes, diretora executiva do Centro Paroquial e Social de Dornelas (Aguiar da Beira), que apoia idosos, pessoas com deficiência e em situação de vulnerabilidade social, também valorizou o facto de a GNR ter contemplado a instituição com vestuário e calçado, o que aconteceu pela primeira vez.

"Estas peças dão muito jeito, porque muitas vezes temos pessoas que chegam [à instituição] sem roupa", disse.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório