Meteorologia

  • 13 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Presidente da Ordem dos Arquitectos é candidato à União Internacional

O presidente da Ordem dos Arquitetos, José Manuel Pedreirinho, vai ser o candidato português à presidência da União Internacional dos Arquitectos (UIA), revelou hoje à agência Lusa fonte da direção daquela entidade nacional.

Presidente da Ordem dos Arquitectos é candidato à União Internacional
Notícias ao Minuto

22:01 - 04/12/19 por Lusa

País José Manuel Pedreirinho

A UIA é uma organização não-governamental que existe desde 1948, com o propósito de unir os arquitetos de todo o mundo, representando-os individualmente e através de organizações profissionais de 115 países, estimados em 3,2 milhões membros.

De acordo com a mesma fonte, o conselho diretivo nacional da Ordem dos Arquitetos deliberou, na terça-feira, apoiar a candidatura do arquiteto José Manuel Pedreirinho aos órgãos diretivos da UIA.

"Uma candidatura de prestígio por parte do atual presidente da Ordem, que pretende dar sequência a um percurso profissional dedicado à prática profissional e ao ensino", sustenta o conselho diretivo.

A UIA foi criada para unir o setor em todo o mundo através de uma federação das organizações nacionais, sem olhar a questões de nacionalidade, raça, religião ou opção arquitetónica.

É reconhecida como a única organização mundial de arquitetos pela maioria das agências das Nações Unidas, nomeadamente a Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), o Centro das Nações Unidas para o Urbanismo (UNCHS) ou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

A UIA tem sede em Paris e a sua estrutura agrupa cinco regiões: Europa Ocidental, Europa de Leste e Médio Oriente, Américas, Ásia e Oceânia, e África.

O comité é composto por um presidente, vice-presidente, secretário-geral, tesoureiro e cinco vice-presidentes por cada região, e as próximas eleições vão decorrer em julho de 2020, durante o congresso da União, no Rio de Janeiro, no Brasil.

A Ordem dos Arquitectos, enquanto Secção Portuguesa da UIA, participa regularmente nos congressos e assembleias da entidade.

No processo da candidatura portuguesa, que será entregue em março de 2020, é sublinhado o percurso do arquiteto José Manuel Pedreirinho para assumir o cargo, no sentido de "dar um contributo" para o futuro da entidade e do setor a nível mundial.

"A Humanidade enfrenta agora um desafio, as alterações climáticas, consequência do seu desenvolvimento acelerado. Mas dois terços do planeta ainda estão em desenvolvimento. O desafio é claramente assimétrico e com prioridades distintas", aponta o texto da candidatura, a que a Lusa teve acesso.

Alertando que o território está em mutação, o texto evoca a cultura e a identidade portuguesas, bem como os "históricos laços com sociedades e culturas distintas, que perduram no tempo e no território".

"Temos património reconhecido como da Humanidade, espalhado pelas nações. A arquitetura portuguesa é reconhecida internacionalmente, premiada, original. Temos ideias e propósitos. Temos prática. Temos poética. A capacidade para responder aos desafios do presente existe, vem de uma longa experiência coletiva e individual", sublinha ainda o texto.

Nascido em 1950, José Manuel Pedreirinho é diplomado pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (1976) e doutorado pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de Sevilha, em 2012, com a tese "Metodologias de intervenção em pequenos e médios aglomerados urbanos".

Tem atividade como profissional liberal em gabinete próprio desde 1980 e experiência como docente desde 1985, na Escola Superior Artística do Porto, na Universidade Lusíada do Porto e na Escola Universitária das Artes de Coimbra, onde foi diretor do Departamento de Arquitetura e diretor da escola, até 2014.

Colaborador desde 1979 em diversos jornais e revistas, é autor de livros como "História do Prémio Valmor" (1987) ou "Dicionário dos Arquitetos Portugueses e ativos em Portugal" (1998, 2.ª edição, atualizada em 2017). É coautor do "Dicionário da História de Lisboa" (1994) e de "Siza não construído" (2011).

Em janeiro de 2017, foi eleito presidente da Ordem dos Arquitectos, presidente da Fundación Docomomo Ibérico e membro da comissão executiva do Conselho dos Arquitectos da Europa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório