Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

“A Rosa tinha 14 anos e já andava com o António e com o Luís Grilo”

Amigo de António Joaquim garante que Rosa Grilo e o amante tinham um relacionamento desde a escola.

“A Rosa tinha 14 anos e já andava com o António e com o Luís Grilo”

O julgamento de Rosa Grilo e António Joaquim, suspeitos do homicídio do triatleta Luís Grilo, está quase a terminar, mas ainda há muitas pontas soltas para desvendar.

Esta terça-feira, dia em que foram adiadas as alegações finais do julgamento para a próxima semana, o programa Linha Aberta, transmitido pela SIC, divulgou uma conversa com um alegado amigo de António Joaquim que garante que o oficial de justiça tinha uma relação com Rosa desde os tempos em que ambos estudavam na mesma escola e quando esta já namorava com Luís Grilo.

“Segundo aquilo que se diz o António Joaquim e a Rosa Grilo têm isto já desde a escola. Eles andavam os dois na mesma escola e isto já acontecia. O Luís Grilo ia à escola buscar a Rosa, isto quando o Luís tinha 22 anos e a Rosa 14, e ela já andava com o António Joaquim e andava com o Luís Grilo”, disse a testemunha.

Apesar de, alegadamente, ambos os arguidos terem dito que a relação extraconjugal acontecia há cerca de três anos, o amigo de António Joaquim, que falou com a jornalista do Linha Aberta, garante que há pelo menos seis anos que os via juntos.

“Já via a Rosa Grilo com a filha do António Joaquim antes desses três anos e já tinha visto o António Joaquim com ela uma vez que eu fui ao Espaço Casa, que é aqui perto de Lisboa, e vi-os lá juntos. Isso já foi há uns seis anos, não foi há três, foi há muito mais do que isso”, garantiu, acrescentando que já nessa altura eles não eram só amigos.

“Eles não eram só amigos, dava para ver mesmo pelo olhar deles que eles não eram só amigos”, sublinhou.

O alegado amigo de António Joaquim revela ainda que participou nas buscas e que quando chegou ao local de encontro, onde estava Rosa Grilo, esta “parecia que tinha visto o diabo”.

“Cumprimentou toda a gente menos a mim e foi embora para uma rua mais acima. Porque ela sabia que eu já a tinha visto com o António Joaquim”, contou.

Recorde-se que o cadáver de Luís Grilo foi encontrado com sinais de violência e em adiantado estado de decomposição em 24 de agosto de 2018, mais de um mês após o desaparecimento, a cerca de 160 quilómetros da sua casa, na zona de Benavila, concelho de Avis, distrito de Portalegre.

MP atribui a António Joaquim a autoria do disparo sobre Luís Grilo, na presença de Rosa Grilo, no momento em que o triatleta dormia no quarto de hóspedes na casa do casal, na localidade de Cachoeiras, Vila Franca de Xira (distrito de Lisboa).

crime terá sido cometido para poderem assumir a relação amorosa e beneficiarem dos bens da vítima - 500 mil euros em indemnizações de vários seguros e outros montantes depositados em contas bancárias tituladas por Luís Grilo, além da habitação.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório