Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Jornal Avante! lamenta morte e lembra percurso de Manuel Jorge Veloso

A redação do jornal do Avante!, órgão central do Partido Comunista Português (PCP), lamentou hoje a morte do músico, compositor e crítico Manuel Jorge Veloso, aos 82 anos, lembrando todo o seu percurso no partido.

Jornal Avante! lamenta morte e lembra percurso de Manuel Jorge Veloso
Notícias ao Minuto

21:23 - 13/11/19 por Lusa

País Manuel Jorge Veloso

"A redação do Avante!, órgão central do Partido Comunista Português, informa, com profunda mágoa e tristeza, do falecimento, aos 82 anos, de Manuel Jorge Souto de Sousa Veloso, militante comunista, e transmite à sua companheira, Maria José Veloso, e restante família, as suas sentidas condolências", refere em comunicado.

O documento lembra que Manuel Jorge Veloso fez parte da redação jornal e da Comissão de Espetáculos da Festa do Avante!, com um papel determinante na "conceção e organização das noites de música clássica do palco 25 de Abril e pela programação de jazz no Auditório 1.º de Maio".

O músico, compositor e crítico Manuel Jorge Veloso, um dos fundadores do Quarteto do Hot Clube de Portugal, morreu hoje, aos 82 anos, em Lisboa, vítima de doença oncológica, disse à agência Lusa o investigador João Moreira dos Santos.

O velório está marcado para hoje na igreja de São Francisco de Assis, em Lisboa, e o funeral acontece na quinta-feira, pelas 18:30, para o Cemitério do Alto de S. João, onde o corpo será cremado.

Manuel Jorge Veloso nasceu em 21 de maio de 1937, em Lisboa, onde obteve formação musical clássica em violino e composição.

No entanto, foi no jazz, como baterista, que acabou por se notabilizar. Na década de 1960 foi um dos fundadores do Quarteto do Hot Clube de Portugal.

Tocou com vários músicos portugueses e estrangeiros, de jazz, entre os quais Jerome Richardson, Julius Watkins, Don Byas, Chet Baker, Herb Geller, Paul Gonsalves, Gerry Mulligan e Milt Jackson.

Com o pianista Marcos Resende e o contrabaixista Jean Sarbib, fez parte do Quarteto de Dexter Gordon no I Cascais Jazz - Festival Internacional de Jazz, em 1971.

Paralelamente, foi produtor de programas de música clássica e de jazz na RTP, onde fez também parte da Comissão Diretiva de Programas e foi Chefe do Departamento de Programas Musicais.

Desde os anos 1960 até à atualidade foi autor e apresentador de vários programas de rádio dedicados ao jazz, em estações como o Rádio Clube Português, a Rádio Renascença e a Antena 2, de "TV Jazz", que manteve ao longo das décadas de 1960 e 1970, na RTP, a "Um Toque de Jazz", que realizou em anos mais recentes na Antena 2.

No cinema, foi autor da banda sonora de vários filmes e documentários, entre os quais "Belarmino" e "Uma abelha na chuva", de Fernando Lopes, e "Pedro Só", de Alfredo Tropa.

Ao longo da carreira, escreveu artigos de divulgação de jazz e foi crítico daquele género musical em jornais e revistas, como A Capital e o Diário de Notícias.

Foi ainda professor na Escola de Cinema do Conservatório Nacional (1971/1973), onde ministrou a cadeira de Construção e Análise da Banda Sonora (estudou realização na Escola Superior de Cinema e Televisão de Babelsberg, em Potsdam, na Alemanha), fez parte da direção da Juventude Musical Portuguesa (1966/1968) e foi secretário-geral da Academia de Amadores de Música (1985/1991).

Na edição discográfica, foi produtor de editoras como a EMI/Valentim de Carvalho, Sassetti-Guilda da Música, nas áreas da música popular, erudita, jazz e da palavra dita. Traduziu "O Mundo da Música", de Leonard Bernstein (Livros do Brasil).

Coordenou e dirigiu várias entradas no domínio do jazz para a "Enciclopédia da Música Portuguesa do Século XX", coordenada por coordenada por Salwa Castelo-Branco, do Instituto de Musicologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (Temas & Debates).

Em 2014 criou, com o crítico de jazz e programador António Curvelo, o ciclo "Histórias de Jazz em Portugal", com o objetivo de divulgar "o momento único" que o jazz português está a viver, com várias gerações de músicos no ativo.

Em outubro, o Hot Clube de Portugal, em Lisboa, acolheu uma série de concertos para celebrar este ciclo e assinalar a edição das gravações dos espetáculos realizados nesse âmbito.

O ciclo "Histórias de Jazz em Portugal", uma coprodução do Hot Clube de Portugal (HCP) e do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, realizou-se entre janeiro de 2014 e maio de 2015 e incluiu uma série de concertos ao vivo com formações do jazz em português.

Era irmão de José Carlos Souto de Sousa Veloso (1926-2014), engenheiro agrónomo, apresentador de televisão, conhecido pelo programa TV Rural da RTP.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório