Meteorologia

  • 04 DEZEMBRO 2020
Tempo
11º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Homem acusado de violação agravada, rapto e roubo em Sintra

MP refere que o arguido usou uma arma de fogo para privar a vítima de liberdade.

Homem acusado de violação agravada, rapto e roubo em Sintra

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra um arguido, "imputando-lhe a prática de um crime de condução sem habilitação legal, um crime de falsificação de documentos, um crime de rapto, dois crimes de roubo, um crime de burla informática, um crime de violação, um crime de gravações e fotografias ilícitas e uma contra-ordenação de detenção ilegal de arma", indica uma nota publicada esta quarta-feira na página da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa

O MP considera que, em novembro de 2018, o arguido abordou a vítima num parque de estacionamento e, "mediante o uso de uma arma de fogo obrigou-a a entrar no veículo desta", conduzindo para um local ermo. 

Aqui, a mulher foi obrigada a praticar "atos de natureza sexual", com o atacante a utilizar uma "arma de fogo para a colocar na impossibilidade de lhe resistir ou fugir, privando-a da sua liberdade". O agressor ter-se-á ainda apropriado de bens da vítima.

O arguido foi acusado como "reincidente", uma vez que já tinha sido condenado a uma pena de prisão pela prática, entre outros, de um crime de violação.

O suspeito está sujeito à medida de Termo de Identidade e Residência (TIR), "estando atualmente preso à ordem de outro processo, no âmbito do qual foi condenado numa pena de 12 anos de prisão".

O inquérito foi dirigido pelo MP junto da 4.ª Secção do DIAP de Sintra/Comarca de Lisboa Oeste, coadjuvado pela Polícia Judiciária.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório