Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Fundo financia reabilitação de rio em Águeda e Oliveira do Bairro

O rio Cértima será alvo de "reabilitação e valorização ecológica" em Águeda e Oliveira de Bairro, iniciativa financiada até 195 mil euros pelo Fundo Ambiental, segundo despacho do ministro do Ambiente publicado em Diário da República.

Fundo financia reabilitação de rio em Águeda e Oliveira do Bairro
Notícias ao Minuto

11:31 - 22/10/19 por Lusa

País Fundo Ambiental

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Bairro, Duarte Novo, garante que as obras estão prestes a arrancar, faltando apenas limar algumas questões burocráticas.

"Falta apenas a assinatura do contrato com a empresa que ganhou o concurso público, estando este procedimento a ser realizado pelo município de Águeda, de acordo com o protocolo assinado entre os dois municípios, a Agência Portuguesa do Ambiente e o Fundo Ambiental", esclarece o autarca deste município do distrito de Aveiro.

A fiscalização dos trabalhos será responsabilidade das duas autarquias, cada uma na sua área geográfica de intervenção. A jusante, o rio será também intervencionado pela Câmara de Anadia, que irá limpar as margens numa extensão de 13 quilómetros.

"A intervenção está a ser realizada a expensas próprias, utilizando o orçamento camarário, sem qualquer comparticipação ou apoio por parte do Governo", garante a autarquia presidida pela independente Teresa Cardoso.

No despacho, o ministro do Ambiente, Matos Fernandes, justifica a intervenção, referindo "vários episódios de contaminação de origem antropogénica ocorridos no rio Cértima que, aliados à existência de problemas de obstrução do canal principal, de sedimentação e à diminuição do caudal da linha de água por captações agrícolas".

Durante o verão ocorreram diversos incidentes de contaminação que levaram à morte de um número elevado de peixes, "principalmente por anoxia agravada pelo aumento de temperatura da água durante o período estival", explica o despacho.

Matos Fernandes adianta no despacho que "a não intervenção compromete o equilíbrio ecológico da Pateira de Fermentelos, considerada a maior lagoa natural da Península Ibérica", lembrando que a laguna foi classificada como Zona Húmida de Importância Internacional pelo Comissariado Internacional da Convenção de Ramsar.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório