Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Suspeito de roubos e furtos confessa crimes no início do julgamento

Um homem de 28 anos confessou hoje no Tribunal de Aveiro a autoria de vários crimes de roubo e furto ocorridos em 2018 no concelho de Águeda, que criaram um sentimento de insegurança entre a população residente.

Suspeito de roubos e furtos confessa crimes no início do julgamento
Notícias ao Minuto

12:52 - 21/10/19 por Lusa

País Águeda

Na primeira sessão do julgamento, o arguido assumiu todos os crimes que lhe foram imputados pelo Ministério Público (MP), com exceção dos factos relacionados com uma residência em Recardães, que foi assaltada duas vezes.

O arguido, que está acusado de um crime de roubo e oito crimes de furto, incriminou ainda um outro indivíduo, de 42 anos, coarguido no mesmo processo, no assalto a um homem que estava a levantar dinheiro numa caixa ATM.

Perante o coletivo de juízes, o segundo arguido negou, no entanto, ter sido cúmplice no assalto, dizendo que se limitou a dar boleia ao outro acusado, que "conhecia de vista".

"Nem me apercebi do que se passou na altura. O meu crime foi esse. Eu guardei para mim", disse o arguido, negando ainda ter recebido parte do produto do roubo, como diz o MP.

Os factos ocorreram entre julho e outubro de 2018 por todo o concelho de Águeda e, segundo o MP, "aumentaram o sentimento de insegurança entre a população residente".

O primeiro caso diz respeito ao assalto a um homem que estava a levantar dinheiro numa caixa ATM, em Aguada de Cima, Águeda.

O MP diz que o arguido mais novo se dirigiu à ATM, agarrou o ofendido pelos braços e retirou-lhe a carteira com 110 euros em notas, fugindo numa viatura conduzida pelo cúmplice.

Além deste caso, o arguido mais novo terá furtado mais de 200 raspadinhas, no valor total cerca de 700 euros, em vários postos de abastecimento de combustíveis e num restaurante, uma bolsa com 470 euros em notas num café e um telemóvel a um estudante na via pública.

O arguido, que se encontra em prisão domiciliária com pulseira eletrónica, é ainda suspeito de ter assaltado duas vezes uma residência em Recardães, de onde foram levadas uma televisão, um frigorífico, uma máquina de lavar roupa, várias peças de mobiliário, um dispositivo de via verde e várias peças de roupa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório