Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Investigadores querem saber mais sobre as antigas minas em Penamacor

Uma equipa de investigadores espanhóis está a realizar escavações arqueológicas no concelho de Penamacor com o objetivo de conhecer e estabelecer uma datação das minas romanas na antiga Lusitânia, foi anunciado pela autarquia local.

Investigadores querem saber mais sobre as antigas minas em Penamacor
Notícias ao Minuto

11:14 - 21/10/19 por Lusa

País Penamacor

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, este município do distrito de Castelo Branco explica que as escavações estão a decorrer nas explorações de ouro do complexo mineiro romano da Mina da Presa e Covão do Urso.

"Os trabalhos irão permitir conhecer toda a estrutura do território e como decorria a vida quotidiana, durante a ocupação romana. Pela primeira vez, haverá uma datação direta e precisa, em toda a antiga Lusitânia, de minas romanas, sendo que o complexo mineiro é um testemunho notável da atividade mineira romana de extração de ouro no nordeste da província romana", é referido.

Segundo a informação, os trabalhos estão a ser realizados em duas explorações mineiras de um conjunto de explorações mais abrangente do rio Erges e Baságueda, sendo que as estruturas agora estudadas "funcionavam com depósitos de água que, neste caso, foram cortados transversalmente para obter uma datação dos diferentes níveis que o compõem, através da retirada de matéria orgânica datada por C14".

Além da datação das minas, será ainda realizada uma análise polínica para ajudar a perceber a estrutura paleoambiental daquela região, ou seja, que tipo de cultivo se registava à data, se havia gado, que tipo de arvoredo predominava, entre outras coisas.

O Município de Penamacor também refere que foi feita outra escavação num antigo acampamento romano de caráter temporário e que foi sendo destruído com o avanço da mina.

"Este acampamento foi, provavelmente, estabelecido pelos militares no início dos trabalhos mineiros", acrescenta a nota.

O projeto de estudo das Minas de Penamacor é dirigido por Brais X. Currás, investigador da Universidade de Coimbra, e por F. Javier Sánchez-Palencia, professor de investigação do Consejo Superior de Investigaciones Científicas, sediado em Espanha.

De acordo com o referido, o trabalho enquadra-se no projeto de Aurifer Tagus, que visa o estudo da exploração das minas do ouro durante a época romana na Lusitânia, contando com financiamento dos "Proyectos Arqueológicos en el Exterior", do ministério de Cultura do governo espanhol.

"Enquadra-se, igualmente, no projeto de pós-doutoramento de Brais X. Currás e integra o projeto CORVS do ministério de Ciência de Espanha e do projeto IGAEDIS, dirigido pelas Universidades de Coimbra e Nova de Lisboa. A Câmara Municipal de Penamacor é parceira da iniciativa, resultado do trabalho que o município tem vindo a desenvolver no âmbito da valorização e conservação dos Geossítios que foram identificados à data da integração deste território no Geopark Naturtejo, que integra a rede de geoparques mundiais da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO)".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório