Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

DECO pede retirada do mercado de protetor solar suspeito

Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor pede ao Infarmed que atue em conformidade.

DECO pede retirada do mercado de protetor solar suspeito

O ISDIN Fotoprotetor Pediatrics Transparent Spray 50+ vai ser retirado do mercado em Espanha por ter um fator de proteção inferior ao que é indicado no rótulo. Na ótica da DECO, a venda deste produto em território português também deveria ser proibida e, num artigo publicado no seu site, explica porquê.

No texto em causa, a Associação Portuguesa de Defesa do Consumidor explica que a Agência Espanhola do Medicamento e Produtos Sanitários ordenou a retirada do mercado do referido protetor social, depois de levar a cabo testes que foram feitos no âmbito de uma denúncia que remonta a maio passado.

Aliás, aquando da realização destes testes – nos quais a DECO participou – a associação de defesa do consumidor logo alertou os portugueses e o Infarmed para os resultados. 

Porém, o protetor solar continua à venda em Portugal porque, em julho passado, o Infarmed testou 35 protetores solares, entre os quais o ISDIN, não tendo encontrado “nenhuma não conformidade crítica que pudesse conduzir à necessidade de adoção de medidas corretivas e restritivas, nomeadamente a recolha dos produtos do mercado”.

Notícias ao Minuto© D.R.

A DECO explica que esta posição do Infarmed se deve ao facto de a autoridade para o medicamento ter determinado o “FPS através de um método in vitro que, para a associação de defesa do consumidor, “não é o método mais reconhecido internacionalmente para a determinação do FPS, nem o que mais protege o consumidor”.

De acordo com a DECO, que cita a Recomendação 2006/647/CE da Comissão, o método mais eficaz é o “in vivo” - utilizado pela própria associação de defesa do consumidor.

“Esperamos, pois, que o Infarmed reanalise a questão e siga os passos da sua congénere espanhola. Protelar a decisão significa continuar a expor os consumidores a potenciais riscos para a saúde, uma vez que a proteção solar que o produto confere é inferior à anunciada”, garante a DECO.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório