Meteorologia

  • 14 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Polícia espancado em Lisboa fica com o nariz partido e lesões num olho

Mais dois agentes da autoridade agredidos durante o exercício das suas funções. Só nos primeiros seis meses deste ano, 391 polícias e 40 militares da GNR foram vítimas de agressões.

Polícia espancado em Lisboa fica com o nariz partido e lesões num olho

Um agente da PSP sofreu três fraturas no nariz e lesões no olho esquerdo depois de ter sido espancado, na madrugada desta terça-feira, quando se encontrava em funções na freguesia de Santo António, em Lisboa.

Ao que o Notícias ao Minuto apurou, o episódio aconteceu pelas 00h15. O agente encontrava-se a fazer patrulha naquela localidade quando um transeunte o informou de que estava a decorrer uma desordem junto a um estabelecimento comercial.

O polícia deslocou-se ao local e quando abordou os suspeitos – duas mulheres e um homem de nacionalidade estrangeira – foi recebido com violência, tendo sido empurrado e agredido.

O suspeito do sexo masculino desferiu vários golpes na cara do polícia, uma agressão que só terminou graças à ajuda de populares que impediram o pior.

Com a ajuda das pessoas que se encontravam no local, o agente soltou-se e deteve os três suspeitos que, já na esquadra, mantiveram a postura agressiva, pontapeando o mobiliário ali existente e tentando fugir do local.

Os detidos, com idades entre os 26 e os 32 anos, vão ser presentes a tribunal para aplicação das respetivas medidas de coação.

Já o polícia foi transportado para o hospital onde a equipa médica lhe diagnosticou três fraturas no nariz e uma lesão no olho esquerdo, sendo necessário ser submetido a uma intervenção cirúrgica.

Recusa pagar chocolate e esbofeteia agente da polícia

Uma mulher de 51 anos foi detida, na segunda-feira de manhã, na Misericórdia, em Lisboa, depois de ter agredido um agente da PSP que se encontrava a fazer um serviço de remunerado num estabelecimento comercial.

Tudo aconteceu pelas 08h45. A suspeita comeu um chocolate e preparava-se para sair sem pagar, quando uma funcionária se apercebeu e alertou o agente da PSP que ali se encontrava.

O polícia abordou a mulher para tentar esclarecer a situação e quando lhe pediu a identificação a suspeita tornou-se violenta, insultando o agente ao mesmo tempo que tentava fugir e acabando por desferir uma bofetada na cara do polícia, a quem também empurrou e arranhou num braço.

A mulher foi detida e presente a tribunal foi-lhe decretada a suspensão provisória do processo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório