Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Autarcas do Tejo Internacional revelam prejuízos da gestão dos caudais

Autarcas espanhóis e portugueses dos territórios que integram a área do Tejo Internacional criticaram na sexta-feira a gestão dos caudais do rio, argumentando que está a originar "elevados prejuízos ambientais, turísticos e económicos".

Autarcas do Tejo Internacional revelam prejuízos da gestão dos caudais
Notícias ao Minuto

06:52 - 05/10/19 por Lusa

País Tejo

Representantes dos municípios de Castelo Branco, Vila Velha de Ródão, Idanha-a-Nova, Cedillo, Carbajo, Herrera de Alcántara e Alcántara demonstraram, em comunicado na sexta-feira à noite, "a sua apreensão e grande preocupação pela redução drástica do caudal" em toda extensão do Tejo Internacional.

"A situação é inédita e inaceitável, demonstrando profunda insensibilidade para com este território, em que os autarcas têm investido no sentido de o Tejo ser um fator de atratividade e de desenvolvimento", argumentam.

Os autarcas, que se reuniram em Castelo Branco, "exigem que a situação que agora ocorreu não volte a verificar-se no futuro" e apelam "às entidades responsáveis de Portugal e Espanha" que estabeleçam um quadro, que garanta a boa gestão dos caudais e a melhoria da qualidade da água no rio Tejo.

A Agência Portuguesa do Ambiente (APA) esteve representada na reunião de Castelo Branco, tendo prestado "todos os esclarecimentos relativos a este assunto".

Segundo o comunicado, a APA informou "que a situação resultou de descargas extraordinárias verificadas da barragem de Cedillo, com o objetivo de Espanha cumprir o regime de caudais estabelecido na Convenção de Albufeira para a bacia hidrográfica do Tejo".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório