Meteorologia

  • 14 OUTUBRO 2019
Tempo
18º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Abertura do novo Centro de Recolha Animal do Porto adiada para 2020

A abertura do novo Centro de Recolha Oficial de Animais do Porto, em Campanhã, inicialmente prevista para o mês de maio, foi novamente adiada, devendo acontecer no início de 2020, revelou hoje a autarquia.

Abertura do novo Centro de Recolha Animal do Porto adiada para 2020
Notícias ao Minuto

11:18 - 17/09/19 por Lusa

País Porto

Em resposta à Lusa, a Câmara do Porto justifica a derrapagem dos prazos previstos com o surgimento de "situações imprevisíveis que condicionaram o normal andamento dos trabalhos", entre os quais se destaca o aparecimento de "uma linha de água (mina) cujo cadastro era desconhecido e que provocou alguns constrangimentos em obra".

Outra situação que surgiu e que interferiu com a normal execução dos trabalhos da empreitada, acrescenta a Câmara, "foi um muro que ruiu, originando trabalhos de escoramento e reposição do mesmo, trabalhos não previstos na empreitada inicial".

Com abertura inicialmente prevista para maio, o município estima agora que "a obra [de construção do centro] estará concluída até ao final do ano, incluindo todo o equipamento necessário, nomeadamente jaulas, gatis, equipamento hospitalar e mobiliário do edifício".

Já em maio a Câmara justificou o atraso com o aparecimento da linha de água e a necessidade de realizar trabalhos de escoramento e reposição de um muro que ruiu, estimando a abertura do novo equipamento para setembro.

"Espera-se assim poder fazer a inauguração do espaço no início de 2020, transferindo todos os animais para o novo Centro de Recolha Oficial Animal, bem como a progressiva recolocação das equipas técnicas e operacionais", aponta a autarquia.

Em janeiro, o vice-presidente da Câmara do Porto, Filipe Araújo, adiantava que, se tudo corresse bem com a parte final da obra, o novo Centro de Recolha Oficial de Animais, em Campanhã, poderia abrir portas em maio.

A nova estrutura, cuja obra se iniciou em maio de 2018 e que vai substituir o canil do Porto, está a ser construída na travessa de Águas Férreas de Campanhã, numa parcela de terreno que atualmente integra o Viveiro Municipal, garantindo o aumento das atuais 94 boxes existentes no canil em S. Dinis (perto do Carvalhido) para 220.

O novo centro de recolha surge no âmbito do Plano Municipal de Controlo e Bem-Estar das Populações Animas de Cães e Gatos, lançado em 2015 para responder às obrigações legais nesta matéria, bem como à generalidade das recomendações de associações zoófilas, Ordem dos Médicos Veterinários e Direção-Geral de Alimentação e Veterinária.

As novas instalações contam com um bloco cirúrgico para esterilização de cães e gatos, uma sala de enfermagem independente para tratamento e acompanhamento clínico dos animais alojados, zonas de exercício e sociabilização e uma área de tosquia e higienização.

O centro permitirá ainda, sempre que necessário, acolher outras espécies animais.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório