Meteorologia

  • 19 SETEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 16º MÁX 27º

Edição

"Começar e acabar a tempo o ano letivo passou a ser a norma"

O ministro da Educação disse hoje na Lourinhã que "começar e acabar a tempo o ano letivo passou a ser a norma", depois de pela primeira vez os professores contratados terem sido colocados em meados de agosto.

"Começar e acabar a tempo o ano letivo passou a ser a norma"

"Começar e acabar o ano letivo a tempo passou a ser a norma", afirmou Tiago Brandão Rodrigues aos jornalistas, durante uma visita a uma escola na Lourinhã, no distrito de Lisboa.

Neste arranque do ano letivo, Tiago Brandão Rodrigues disse que "está tudo a postos", depois de "este ano, de forma absolutamente inédita", os professores contratados terem sido colocados a 16 de agosto nas escolas.

"As escolas puderam conhecer o seu corpo docente completo a meio de agosto e nunca tal tinha acontecido e isso permite uma estabilidade, uma previsibilidade e uma preparação da primeira semana deste ano letivo", explicou.

Em vez da colocação de professores, "agora são outras as preocupações relativamente à pedagogia, projetos a desenvolver para garantir sucesso escolar para incluir mais aqueles alunos que têm uma determinada deficiência ou necessidades educativas especiais", frisou.

Hoje termina o prazo para as escolas públicas iniciarem o ano letivo.

De visita a uma escola que aposta no desporto escolar, o governante lembrou que o desporto escolar vai ser reforçado em 200 horas semanais neste ano letivo.

Durante os últimos quatro anos da atual legislatura, esse reforço consubstanciou-se em mais 800 horas.

O governante anunciou ainda que, pela primeira vez, a Unicef vai associar-se à Taça do Desporto Escolar, cuja final se realiza em 2020 em Melgaço, no distrito de Viana do Castelo.

"A Taça do Desporto Escolar terá associada a Unicef, que tem também como missão desenvolver o desporto como uma das valências a que as crianças têm direito", disse, adiantando que a chancela da Unicef tem como finalidades "apelar para que as crianças e jovens conheçam as instituições internacionais e para que entendam os direitos na infância, como apela as Nações Unidas".

A Escola Básica de Miragaia, pertencente ao Agrupamento de Escolas da Lourinhã, na zona mais interior do concelho, possui cerca de 400 alunos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório