Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2019
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Soares dos Santos: Parlamento aprova voto de pesar sem unanimidade

O parlamento aprovou hoje, com votos contra de PCP e PEV e abstenção do BE, um voto de pesar apresentado pelo CDS-PP pela morte do empresário Alexandre Soares dos Santos, em 16 de agosto, aos 84 anos.

Soares dos Santos: Parlamento aprova voto de pesar sem unanimidade

No texto do voto, os democratas-cristãos referem-se a Soares dos Santos como "empresário e filantropo", recordando o seu percurso de vida.

"Desde cedo teve um papel relevante na economia, na sociedade e na cultura portuguesas. Reconhecido pela sua forte personalidade e pela presença marcante que não deixava ninguém indiferente, Alexandre Soares dos Santos foi um dos empresários mais emblemáticos nos últimos 50 anos em Portugal. E, enquanto mecenas, alguém que levou a sério a responsabilidade social do empresário", destacam os democratas-cristãos.

O CDS-PP destaca ainda a criação, em 2009, da Fundação Francisco Manuel dos Santos, em honra do seu avô, "onde revelou a sua preocupação para com o futuro de Portugal, bem como evidenciou um enorme espírito de serviço público e apoio social que muito contribuiu para o desenvolvimento do nosso país.

Para o CDS-PP, o esforço de Alexandre Soares dos Santos "juntamente com o de todos os trabalhadores do seu grupo, contribuíram muito para a economia portuguesa que ficará para sempre com a sua marca indelével, e o país com a herança de um dos grandes grupos empresariais nacionais".

"A Assembleia da República lamenta o desaparecimento de Alexandre Soares dos Santos e apresenta as mais sentidas condolências à família, amigos e trabalhadores, reconhecendo a importância do seu legado para economia nacional", lê-se na parte resolutiva do voto.

Elísio Alexandre Soares dos Santos nasceu no Porto em 1934, começando a carreira profissional em 1957 na Unilever e depois, até 1967, foi diretor de 'marketing' da Unilever Brasil, entrando no ano seguinte para o Conselho de Administração da Jerónimo Martins (JM) como administrador-delegado, cargo que acumulou com o de representante na 'joint-venture' com a Unilever.

Em fevereiro de 1996 passou para a presidência do Conselho de Administração da JM, cargo que ocupou até abril de 2003, quando passou a presidente não executivo ('chairman'), até 18 de dezembro de 2013.

Em 2009, Alexandre Soares dos Santos criou a Fundação Francisco Manuel dos Santos, que gere o portal Pordata, Base de Dados do Portugal Contemporâneo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório