Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

GNR vai reforçar o contingente na Grécia no apoio aos migrantes

A GNR vai passar a ter uma equipa na ilha de Chios.

GNR vai reforçar o contingente na Grécia no apoio aos migrantes

A GNR vai reforçar a partir deste domingo o seu contingente na Grécia no seio das operações da Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira (FRONTEX). Num comunicado enviado às redações, a GNR anuncia que vai passar a ter uma equipa na ilha de Chios.

A força de segurança portuguesa vai continuar o seu trabalho de apoio e resgate de migrantes que tentam chegar à Europa atravessando o mar Mediterrâneo e, no caso da Grécia, o mar Egeu. A GNR mantém os objetivos de “prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com a criminalidade transfronteiriça, especialmente relacionada com a migração ilegal e o tráfico de seres humanos”.

A GNR vai ter na ilha de Chios uma força constituída por 13 militares, que vão fazer parte de uma Equipa de Vigilância e Patrulhamento Marítimo, com uma Embarcação de Alta Velocidade (EAV), e uma Equipa de Vigilância Terrestre (Thermo Vision Vehicle), com utilização de câmaras de visão térmica.

A força de autoridade portuguesa passa assim a contar com um total de 90 militares envolvidos nas operações FRONTEX e que estão em países como a Bulgária, Croácia, Espanha, Itália, Lituânia, Macedónia, Polónia, Roménia, Ucrânia e, como já foi referido, a Grécia.

Só no presente ano de 2019, e até ao momento, a GNR efetuou mais de 630 patrulhas, o que corresponde a mais de 4.150 horas de empenhamento, percorreu 57 mil quilómetros e efetuou mais de 4 mil milhas náuticas, tendo detetado 200 embarcações e auxiliado 1.700 migrantes.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório