Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2019
Tempo
16º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Encontradas ossadas humanas em Pedrogão Grande. Serão de britânico

A Polícia Judiciária foi alertada para a suspeita de um crime de homicídio.

Encontradas ossadas humanas em Pedrogão Grande. Serão de britânico

Há cerca de um ano a Polícia Judiciária (PJ) deu início a uma investigação que tinha por base a suspeita de um crime de homicídio. Com efeito, a força de segurança encontrou, na zona de Pedrogão Grande, ossadas humanas que acredita serem de um cidadão britânico, "desaparecido no ano transato".

Em comunicado enviado às redações, a PJ detalha que a Diretoria do Centro e do Laboratório de Polícia Científica realizou buscas, esta terça-feira, em terreno florestal tendo sido, porém, "necessário recorrer a metodologias técnico-científicos de arqueologia forense, bem como a equipamentos de georadar, para localização do cadáver".

Os restos mortais agora encontrados serão "removidos para o INMLCF (Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses), para a realização da respetiva autópsia".

A investigação da PJ prossegue em estreita colaboração com as autoridades policiais do Reino Unido, "com vista ao cabal esclarecimento dos factos".

Inicialmente, a situação foi encarada como um desaparecimento até voluntárioFonte da Diretoria do Centro da PJ explicou, posteriormente à agência Lusa, que apesar de ser necessário aguardar pelo resultado da autópsia, é já neste momento "uma hipótese séria e credível" tratar-se do cadáver do cidadão britânico, mas só a "informação científica" poderá garanti-lo.

Segundo a mesma fonte, este processo iniciou-se em agosto de 2018, quando foi comunicado o desaparecimento de um jovem britânico que se encontrava no país há algum tempo.

"O jovem comunicava com a família e deixou de o fazer. A família contactou a embaixada do Reino Unido e a informação acabou por chegar às autoridades portuguesas. Inicialmente, a situação foi encarada como um desaparecimento até voluntário", explicou.

Contudo, após as primeiras diligências feitas no âmbito desse desaparecimento, em agosto do ano passado, e após alguns elementos recolhidos, a PJ começou a admitir a possibilidade de o jovem estar a ser vítima de um crime grave, privado de liberdade, ou ter sido morto.

"A partir daí, cerca de um mês depois, a investigação foi direcionada para a Brigada de Homicídios, visto estar-se perante um crime de homicídio", sublinhou.

Segundo a PJ, houve sempre uma cooperação com as autoridades britânicas e a investigação continuou o seu curso normal até esta segunda-feira. "Entretanto, foram recolhidos dados que permitiram chegar ao local (Pedrógão Grande). Chegámos à conclusão, com os elementos recolhidos, que poderia estar na zona, tendo resultado no aparecimento de um cadáver que pode ser esse cidadão [britânico]", sustentou.

A mesma fonte adiantou que as investigações vão continuar o seu curso em estreita colaboração com as autoridades britânicas e realçou a colaboração da GNR e da Câmara de Pedrógão Grande, que deram "uma ajuda preciosa" em todo o processo.

[Notícia atualizada às 17h09]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório