Meteorologia

  • 24 AGOSTO 2019
Tempo
--º
MIN --º MÁX --º

Edição

"Está em resolução 90% do incêndio" mas "a tarde vai trazer dificuldades"

A Proteção Civil deu conta de que à semelhança dos outros dias as condições meteorológicas, previstas para o final da manhã e início da tarde desta terça-feira, vão dificultar o combate às chamas. Ainda assim, a madrugada deu uma ajuda aos operacionais, estando já "90% do fogo dominado".

"Está em resolução 90% do incêndio" mas "a tarde vai trazer dificuldades"

Ainda lavra o incêndio de Vila de Rei que se estendeu ao concelho de Mação. No briefing da manhã, o primeiro desta terça-feira, o Comandante Operacional de Agrupamento Distrital do Centro Sul (CADIS), Luís Belo Costa, deu conta de que "a situação está consideravelmente mais favorável relativamente ao final do dia de ontem".

"90% do incêndio está em resolução, uma grande percentagem está em fase de consolidação, ou seja numa fase muito adiantada do seu rescaldo", começou por dizer, dando conta de que "os trabalhos durante a noite foram bastante frutíferos" e que a progressão do incêndio foi "travada em zonas extraordinariamente difíceis".

O comandante Belo Costa explicou ainda que "tem sido um esforço constante" e que pretendem terminar os trabalhos "durante o período da manhã". Ainda assim, ressalvou, "o dia vai ser semelhante aos últimos com temperaturas muito elevadas e com o vento a intensificar-se a partir da hora do almoço, com uma tarde que vai trazer dificuldades".

Não há nenhuma frente ativa mas sim "frentes quentes", que "não têm continuidade, nem perigosidade ou uma velocidade de propagação preocupante"O plano de ação para o dia de hoje vai passar, esclareceu, por "intensificar o trabalho com maquinaria pesada durante nestas frentes que foram as últimas a ser contidas ontem", na zona a norte de Cardigos, no anel de aldeias onde ficou parada a frente de incêndio e a ponte dos três concelhos. "Queria ainda salientar a importância que estamos a dar ao combate e à consolidação, neste momento mais de consolidação porque frentes vivas já não há, naquelas áreas que consideramos como 'ilhas' por arder dentro da área queimada e que não são menos importantes", referiu.

No ponto de situação desta manhã, na Sertã, distrito de Castelo Branco, o comandante da Proteção Civil deu ainda conta de que estarão 11 máquinas de rasto todas concentradas no combate a este incêndio. 

"O incêndio não chegou a entrar no concelho de Proença-a-Nova, ficou todo contido dentro do concelho de Mação e de Vila de Rei", respondeu questionado pelos jornalistas, reforçando que os dois objetivos para esta terça-feira são "o trabalho de frente com material sapador, com máquinas e com equipas em disciplinas diferentes e um trabalho de retaguarda de prevenção com forças com competências próprias para o efeito para prevenir alguma coisa que possa correr menos bem".

Belo Costa referiu também que não há nenhuma frente ativa mas sim "frentes quentes", que "não têm continuidade, nem perigosidade ou uma velocidade de propagação preocupante", estas frentes [quentes] não representam uma ameaça pois não "evoluem quase nada", mas ainda assim têm de ser extintas, ao referir o pedaço de 10% de terreno onde os trabalhos se irão concentrar.

Quanto aos meios no teatro de operações, nomeadamente estrangeiros, o comandante declarou que "não está previsto empenhar meios espanhóis. Daquilo que é a situação atual e a situação expectável por enquanto não está planeado o empenhamento dos meios espanhóis". Mas que  “está previsto no plano de ação o empenhamento de meios aéreos”, estando previsto que saia em breve o helicóptero com os dois comandantes de operações de socorro afetos às duas frentes, a de Vila de Rei e a de Mação, a bordo, mais um técnico de análise de fogo para identificarem com precisão e georreferenciar todos os pontos de fogo para empenhar os meios aéreos.

A chuva que caiu não teve o efeito desejado no combate aos incêndios, mas “as trovoadas tiveram impacto, geraram mais alguns incêndios no distrito de Castelo Branco”. “Devo dizer a esse propósito que na zona da periferia – Serra da Estrela, Covilhã, Fundão – tivemos três incêndios, um deles ficou em resolução agora no início da manhã, por isso as trovoadas tiveram impacto”, referiu o comandante da Proteção Civil.

Depois de explicar que é necessário gerir os meios que são enviados, referiu que caso seja necessário deverão empenhar todos os meios possíveis "no máximo da sua capacidade".

O balanço dos feridos feito pelo INEM, dá conta de que o número se mantem igual à noite de ontem: 16 feridos no total desde o início, 39 assistidos (onde estão incluídos os 16). "São essencialmente 15 feridos ligeiros, fazendo apenas referência a um ferido grave - dois civis e os restantes são todos operacionais", deu conta Paula Neto do INEM.

Questionada sobre o transporte da vítima grave de ambulância, tendo chegado apenas quatro horas depois ao hospital, refere que "importa referir que essa vítima, que até ao momento foi a única vítima grave que temos neste cenário, teve a devida assistência diferenciada ao fim de seis minutos". "Após o pedido de ajuda, que resultou do facto de atendendo à situação que tínhamos aqui neste local termos deslocalizado alguns meios de imediato para darmos resposta de forma célere, de imediato foi acionada uma VMER e a partir daí foi em função da avaliação médica e da situação clínica foi considerado que o melhor meio de transporte para manter os cuidados e garantir estabilidade seria o helitransporte", explicou, assumindo, no entanto que, "de facto houve algumas condicionantes que tiveram a ver com as características de voo e condicionantes de segurança que fizeram com que o helitransporte não fosse tão célere como era esperado e por não ser tão rápida a chegada do doente. Mas aquela que era a nossa missão foi cumprida, o doente teve acompanhamento desde os primeiros minutos, que se manteve até ao momento em que foi entregue na unidade hospitalar adequada aos seus cuidados", garantiu.

De momento continuam no combate ao incêndio mais de 1000 operacionais.

[Notícia atualizada às 9h]

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório