Meteorologia

  • 23 JULHO 2019
Tempo
26º
MIN 22º MÁX 30º

Edição

Praias de Milfontes e Zambujeira do Mar com reforço na assistência médica

As praias de Vila Nova de Milfontes e de Zambujeira do Mar, em Odemira, na costa alentejana, voltam a ser reforçadas este verão com postos de saúde, que registaram quase quatro mil atendimentos no ano passado.

Praias de Milfontes e Zambujeira do Mar com reforço na assistência médica
Notícias ao Minuto

15:48 - 12/07/19 por Lusa

País Praias

O projeto da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) vai decorrer, a partir de segunda-feira e até ao final de agosto, para garantir os primeiros socorros aos milhares de banhistas e veraneantes que todos os anos frequentam as duas zonas balneares do concelho de Odemira, no distrito de Beja.

"Trata-se de apoio a pequenas ocorrências e lesões, como picadas de peixe aranha ou de insetos, que não necessitam de um tratamento mais complexo", explicou hoje à agência Lusa o diretor clínico dos cuidados primários de saúde da ULSLA, Horácio Feiteiro.

Segundo o responsável, em casos de emergência, os profissionais "estarão em contacto com o INEM [Instituto Nacional de Emergência Médica] e os doentes serão enviados para o SUB [Serviço de Urgência Básica] de Odemira ou diretamente para o Hospital do Litoral Alentejano", em Santiago do Cacém, no distrito de Setúbal.

Os postos de saúde vão funcionar diariamente com um enfermeiro por turno, num total de quatro profissionais, que estarão disponíveis entre as 11:00 e as 18:00, até ao final do mês de agosto.

"Vai ser a Cruz Vermelha Portuguesa a garantir o apoio de enfermagem, durante todo o dia, nos postos de Zambujeira do Mar e de Vila Nova de Milfontes aos banhistas que recorrerem ao serviço", referiu.

Considerando tratar-se de "uma vantagem para os veraneantes", que "evitam deslocações", Horácio Feiteiro indicou que, desde 2008, ano em que o reforço foi lançado nas duas praias do concelho de Odemira, o número de assistências tem vindo a aumentar, permitindo "afastar pessoas dos serviços de urgência".

"Todos os anos chegam aqui [à costa alentejana], durante o verão, cerca de 30 mil pessoas e além de não termos médicos em número suficiente e, principalmente, em Odemira, onde ainda temos utentes sem médico de família, seria praticamente impossível ter esse apoio nas nossas extensões de saúde", reconheceu.

No ano passado, lembrou, "tivemos cerca de quatro mil atendimentos, sendo o maior volume a medição da tensão arterial e da glicemia, o que nos retirou pessoas dos serviços de urgência".

O responsável pelos cuidados de saúde primários da ULSLA afastou a possibilidade de alargar o serviço a outras zonas balneares da região, devido "ao reduzido número de assistências" noutros locais e tendo em conta que a viatura móvel da ULSLA "continua inoperacional".

"Houve um ano em que fizemos a experiência com a unidade móvel, mas ela está inoperacional e os números também foram mais pequenos do que o expectável. Como nos outros locais, as extensões de saúde de Melides e da Comporta (Grândola) dão apoio, as pessoas deslocam-se a esses locais", justificou.

À semelhança do ano passado, o posto de saúde da Zambujeira do Mar vai ficar instalado na antiga extensão de saúde, no centro da localidade, enquanto, em Vila Nova de Milfontes, o serviço irá funcionar junto ao Farol, em instalações cedidas pela Polícia Marítima.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório