Meteorologia

  • 18 JULHO 2019
Tempo
24º
MIN 19º MÁX 28º

Edição

O misterioso caso dos ténis que deram à costa nos Açores e não só

Só na ilha das Flores foram recolhidos mais de 60 artigos de calçado. Mistério pode estar resolvido.

O misterioso caso dos ténis que deram à costa nos Açores e não só

Ao longo do último ano, o arquipélago dos Açores esteve unido por uma misteriosa história às Bermudas, Bahamas e até à Irlanda. Centenas de ténis da Nike deram à costa das praias destas ilhas de países diferentes e separadas por várias milhas naúticas de distância.

O estranho fenómeno, que deixou muitos investigadores curiosos, pode agora, segundo a BBC, ter uma explicação.

Em setembro de 2018, Gui Ribeiro, que mora na ilha açoriana das Flores, começou a constatar que o mar estava a trazer uma série de artigos de calçado até terra. No início, ainda pensou que fosse o já habitual lixo, produzido pelo homem e deitado aos oceanos, um pouco por todo o mundo, mas depressa chegou à conclusão que era mais do que isso.

Em menos de um ano, o florentino recolheu mais de 60 sapatilhas, chinelos e outros artigos, a maioria da Nike, com a mesma data de produção, que deram à costa da ilha, que tem cerca de 143 km².

O mistério adensou-se quando, sete meses depois e a mais de 2 mil quilómetros de distância, na Cornualha, Reino Unido, Tracey Williams encontrou calçado idêntico ao que Gui tinha recolhido nos Açores. Posteriormente, soube-se que vários locais encontraram os mesmos itens em praias das Bermudas, Bahamas, França e Irlanda.

À BBC, Gui Ribeiro revelou que, perante o insólito caso dos ténis, realizou várias pesquisas e chegou à conclusão que estes artigos podem ter origem num acidente com um navio, na primavera de 2018.

Na noite de dia 3 de março, o Maersk Shanghai, um navio com capacidade para transportar mais de 10 mil contentores, que tinha partido de Norfolk, localizado no estado norte-americano da Virgínia, com destino a Charleston, na Carolina do Sul, foi apanhado no meio de uma tempestade e perdeu parte da carga. As autoridades ainda conseguiram recuperar nove contentores, mas sete acabaram por afundar.

A publicação britânica garante que tentou contactar a NIKE, mas esta não confirmou que os contentores que caíram ao mar transportavam material da marca. Já a Triangle e a Great Wolf Lodge confirmaram que tinham calçado na embarcação.

De acordo com o especialista em oceanos, Curtis Ebbesmeyer, contactado pela BBC, este incidente pode levar décadas até ser resolvido e ter efeitos catastróficos para a vida dos oceanos e espécies marinhas. “Normalmente, são necessários 30, 40 e, em alguns casos, 50 anos até que os oceanos se livrem deste material”, revela. 

Recorde-se que mais de 10 milhões de toneladas de plástico acabam no fundo do mar todos os anos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório