Meteorologia

  • 15 JULHO 2019
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 20º

Edição

Homem detido por lenocínio em Ourique. 15 mulheres identificadas

O estabelecimento onde os crimes eram praticados ficou interdito por decisão das autoridades judiciais.

Homem detido por lenocínio em Ourique. 15 mulheres identificadas

Uma operação da GNR, levada a cabo entre os dias 12 e 15 de junho no concelho de Ourique, distrito de Beja, culminou com a detenção de um homem, a identificação de 15 mulheres e ainda a apreensão de mais de 10 mil euros, armas, milhares de preservativos, entre outros objetos ligados à prática criminosa da prostituição.

Em comunicado, a GNR faz saber que foram executados “12 mandados de busca, três domiciliárias e nove não domiciliárias, entre as quais, uma a um escritório de contabilidade com sede na região do Algarve, uma a um terreno em construção e sete a veículos”.

Nesta senda foram identificadas “15 mulheres de várias nacionalidades, com idades compreendidas entre os 23 e os 50 anos”, das quais três encontravam-se em “situação ilegal” em território nacional e outras duas em “situação irregular” - as primeiras foram notificadas para abandonar o país e as segundas para comparecerem no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

A GNR revela ainda que a investigação permitiu apreender 10.870 euros, sete veículos automóveis, um sistema de videovigilância, uma espingarda pressão de ar, uma arma branca, diversas notas de África do Sul, Brasil, Estados Unidos da América e Roménia, 2.911 preservativos, 130 embalagens de gel lubrificante e também telemóveis, computadores, tablets e dispositivos móveis de armazenamento de dados.

Mas não só. “Foram ainda apreendidos milhares de cartões de consumo e de publicidade alusiva ao local onde se praticavam os crimes, bem como talões de depósitos em contas bancárias, livros de faturação e de guias de transporte, bem como, talões de fecho de caixa”, lê-se no comunicado enviado às redações.

Quanto ao suspeito, a GNR refere que o mesmo já tem antecedentes criminais pelo mesmo tipo de crime, tendo ficado a aguardar julgamento em prisão preventiva.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório