Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2019
Tempo
21º
MIN 20º MÁX 21º

Edição

José Sócrates vai ser colunista em revista brasileira

O antigo primeiro-ministro português vai ter um espaço de opinião na revista CartaCapital.

José Sócrates vai ser colunista em revista brasileira

José Sócrates é o mais recente colunista da revista brasileira CartaCapital.

A novidade foi avançada pelo órgão de comunicação social aquando da publicação de uma entrevista realizada ao antigo líder do Partido Socialista.

“Sócrates estreia-se este mês como colunista de Carta Capital. Escreverá quinzenalmente sobre o mundo, mas também a respeito do Brasil, país a que tem dedicado especial atenção desde [a época em que] se aproximou de Lula, em meados da década passada, ambos na chefia dos respetivos governos”, lê-se na versão digital da revista.

Na referida entrevista, José Sócrates falou sobre a Europa, Portugal e o Brasil. Questionado acerca da continuação da Geringonça, o ex-primeiro-ministro frisou que “esta experiência trouxe para a área de responsabilidade do Governo os dois outros partidos de Esquerda, além dos socialistas”.

“Não me parece que haja volta atrás”, disse, pois os “resultados são bons e a reação do eleitorado não deixará de ter esses resultados em conta”.

Relativamente à Operação Marquês, Sócrates diz que responde a uma “grave, injusta e falsa acusação que está neste momento em fase de instrução”.

“Não encontro outra explicação para ela a não ser a motivação política”, refere, considerando que o “fenómeno ‘lawfare’ - a utilização da justiça com objetivos políticos - parece ter-se transformado na nova arma de assassinato político, o novo punhal de Brutus da política moderna”.

E nesta senda, Sócrates abordou também o momento atual da política brasileira, dizendo que “o que aconteceu no Brasil é uma catástrofe democrática”, pois a “política perdeu o respeito entre adversários, a prisão regressou como forma de eliminar o inimigo político e o Exército deixou de ser nacional para se transformar numa fação política”.

“No fim, restam perguntas: depois do golpe parlamentar, quem se erguerá acima da violência, do ódio e do ressentimento para voltar a unir o País em torno de um projeto nacional? Quem será capaz de liderar, de novo, um projeto de transformação social, de redução de desigualdades, de recuperação dos mecanismos jurídicos constitucionais? Quem terá esse ethos, essa ligação com o povo, essa sensibilidade, essa grandeza? Vejo alguém, mas, infelizmente, ele continua preso”, rematou o ex-primeiro-ministro português..

A revista CartaCapital é um órgão de comunicação social assumidamente de Esquerda que sempre apoiou as candidaturas de Dilma Rousseff, tendo chegado a ser envolvida no caso Lava Jato depois de o então presidente da Odebrecht, em 2017, ter dito que pagou três milhões de reais à revista por ser próxima ao Partido dos Trabalhadores brasileiro – o partido de Dilma e Lula.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório