Meteorologia

  • 17 JULHO 2019
Tempo
18º
MIN 17º MÁX 19º

Edição

Mulher de Medina entre os premiados TAP. Recebeu mais de 17 mil euros

Stéphanie Sá Silva é diretora do Gabinete Jurídico da companhia aérea portuguesa há pouco mais de um ano.

Mulher de Medina entre os premiados TAP. Recebeu mais de 17 mil euros

No ano passado, a TAP registou um prejuízo de 118 milhões de euros mas pagou prémios de 1,171 milhões de euros a 180 pessoas, incluindo dois de 110 mil euros atribuídos a dois quadros superiores. Uma decisão que criou "mau estar" e que a companhia, sem comentar mas comentando, diz fazer parte das "suas políticas de mérito".

Mas há na lista dos 180 'premiados', a que o Notícias ao Minuto teve acesso, um nome que se destaca. Falamos de Stéphanie Sá Silva, mulher do presidente da Câmara da Câmara de Lisboa, que recebeu, junto com o salário do mês de maio, um prémio de 17.801.10 euros pelo trabalho prestado na TAP, onde é diretora do Gabinete Jurídico... há pouco mais de um ano.

A companheira de Fernando Medina, que iniciou o exercício das suas funções a 1 de maio de 2018, ocupa a 12.ª posição na lista, o que significa que é uma dos funcionários que mais ganhou com estes prémios.

Ainda assim, e apesar de ser uma das mais bem remuneradas na TAP, o prémio da mulher do autarca de Lisboa está bem longe dos dois quadros superiores que surgem no topo da lista. Cada um deles foi premiado com 110 mil euros. A estes segue-se um prémio de 88 mil euros, um de mais de 49 mil e outro de 42 mil, sendo os restantes iguais ou inferiores a 30 mil euros.

Ao todo, a TAP pagou 1,171 milhões de euros a 180 colaboradores, no passado mês de maio. Uma situação, que, segundo o coordenador do Sitava (Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos), “nunca foi prática habitual” na companhia e está a causar desconforto e revolta entre os trabalhadores.

Ao Notícias ao Minuto, vários funcionários da TAP classificaram a situação como uma "falta de vergonha” e de “moralidade”. "Não entendemos isto tendo em conta que num ano em que tivemos lucros [2017] os prémios foram distribuídos por todos", reforçou Paulo Duarte, coordenador do Sitava.

Recorde-se que, em 2018, a TAP registou um prejuízo de 118 milhões de euros, valor que compara com um lucro de 21,2 de euros, registado em 2017, segundo divulgou a própria empresa no mês de março deste ano.

À data, o presidente do Conselho de Administração da TAP, Miguel Frasquilho, disse que "2018 foi difícil para a TAP quer em termos operacionais, quer em termos económicos e financeiros, mas foi um ano que não comprometeu o nosso futuro. Um ano que nos permitiu continuar a criar raízes para que o plano estratégico possa ser implementado como previsto".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório